Configurações do sistema

Este artigo contém os seguintes tópicos:
casm173
HID_AddAdditionalProcesses
Este artigo contém os seguintes tópicos:
Adicione ou modifique os processos e daemons para melhorar o desempenho de servidores do CA SDM. É possível configurar gerenciadores de objetos, web engines, web directors e outros processos de servidores do CA SDM em seu ambiente. Você pode adicionar os processos em vários servidores para aumentar o volume, o desempenho e a segurança.
Adicionar outros processos
O CA SDM permite configurar servidores de automação de suporte, visualizador, daemons do repositório LDAP, KT, TNG/UNI e BopLogin, bem como os processos de serviços web do REST para um servidor.
Siga estas etapas:
  1. Selecione Sistemas, Configurações na guia Administração.
    A página de lista de configurações é aberta.
  2. Selecione a configuração à qual deseja adicionar outros processos.
    A página Detalhes da configuração é exibida.
  3. Selecione a guia processos adicionais.
    Lista de processos adicionais exibe a lista de processos que são configurados para o servidor, juntamente com os processos padrão, se houver.
  4. Clique em Adicionar processo.
    A página Criar novo processo é aberta.
  5. Preencha os campos a seguir conforme apropriado:
    Processo
    : indica o processo de servidor do CA SDM que você deseja adicionar.
    Daemon de repositório
    : aplicável apenas a um tipo de configuração convencional. Especifica o daemon de repositório que está configurado para o servidor. Os daemons de repositório oferecem suporte aos repositórios de anexos. O CA SDM configura um daemon de repositório, por padrão, no servidor principal. É possível mover o daemon para um servidor secundário alterando o nome do host.
    Servidor principal de automação de suporte
    Aplicável somente para um tipo de configuração convencional.
    Especifica o servidor principal de automação de suporte que está configurado para o servidor. É possível configurar apenas um servidor principal de automação de suporte.
    Servidor de objetos dedicado de automação de suporte
    Aplicável somente para um tipo de configuração convencional.
    Especifica o gerenciador de objetos dedicado para a configuração de automação de suporte. Você pode especificar somente um servidor de objeto dedicado no servidor principal ou secundário.
    Você poderá adicionar um gerenciador de objetos dedicado somente se o servidor principal de automação de suporte estiver configurado.
    Servidor de roteamento de mensagem de automação de suporte
    Aplicável somente para um tipo de configuração convencional.
    Especifica o servidor de roteamento de mensagem configurado para o servidor. É possível configurar o servidor de roteamento de mensagem em um servidor secundário para gerenciar várias sessões de controle remoto e ajudar a melhorar o desempenho durante as sessões de assistência.
    Servidor proxy de soquete de automação de suporte
    Aplicável somente para um tipo de configuração convencional.
    Especifica o servidor proxy de soquete configurado para o servidor. É possível configurar o servidor proxy de soquete em um servidor secundário para descarregar o servidor principal durante operações intensas da CPU tais como criptografia/descriptografia.
    Serviços web do REST para servidor do Tomcat
    Aplicável somente para um tipo de configuração convencional.
    Especifica os serviços web do REST configurados para o servidor. Os serviços web do REST permitem configurar a interface do usuário web para que o CA SDM se comunique com o mundo externo. Usando a interface do usuário web do CA SDM, você pode adicionar esses processos apenas para servidores secundários. Depois de adicionar o processo por meio da interface de usuário web, ative a opção específica durante a configuração do CA SDM . Para obter mais informações sobre como ativar os processos, consulte a Ajuda online de configuração do servidor.
    Conversor TNG
    É possível adicionar um conversor TNG em qualquer servidor em execução na plataforma Windows. Você pode adicionar os conversores TNG nos servidores a seguir:
    Convencional: servidor principal, servidor secundário.
    Disponibilidade avançada: servidor de aplicativos.
    Se o gerenciador de daemon administrar o conversor TNG, esse daemon será iniciado e interrompido com os outros daemons. Se deseja que o conversor TNG capture eventos depois que os daemons do CA SDM forem encerrados, inicie e interrompa o serviço do conversor TNG.
    Conversor UNI
    Especifica o conversor UNI configurado para responder aos eventos do UNIX. Esses eventos podem ser filtrados e configurados para criar tickets e disparar outros trabalhos no Service Desk. É possível adicionar um conversor UNI em qualquer servidor em execução na plataforma UNIX. Você pode adicionar os conversores UNI nos servidores a seguir:
    Convencional: servidor principal, servidor secundário.
    Disponibilidade avançada: servidor de aplicativos.
    Servidor Tomcat do Visualizador
    Aplicável somente para um tipo de configuração convencional.
    Especifica o Visualizador configurado para o servidor.
    Você pode configurar o visualizador em um servidor do CA SDM para usar os serviços web. Usando a interface do usuário web do CA SDM, você pode adicionar esses processos apenas para servidores secundários. Depois de adicionar o processo por meio da interface de usuário web, ative a opção específica durante a configuração do CA SDM . Para obter mais informações sobre como ativar os processos, consulte a Ajuda online de configuração do servidor.
    É possível configurar apenas um servidor Tomcat do Visualizador em um servidor secundário.
    Nome do host
    Especifica o servidor que hospeda o processo adicionado. É possível clicar no botão Pesquisar para pesquisar os servidores.
    Status do registro
    Especifica se o processo adicionado está ativo ou inativo.
  6. Clique em Salvar.
  7. O processo que você adicionou será exibido na página Lista de processos adicionais.
Processos adicionais
Dependendo do tipo de configuração, pode-se configurar os seguintes processos adicionais para os servidores do CA SDM:
Processos
Detalhes da configuração
Daemons de conhecimento
Autenticação do usuário de logon
Banco de dados virtual LDAP
Aplicável apenas à configuração convencional.
O CA SDM define esses daemons por padrão no servidor principal. Não é possível excluir os daemons, mas pode-se movê-los para um servidor secundário com a alteração do nome do host.
Daemons do repositório
Serviços web do REST para servidor do Tomcat
Visualizador
Aplicável apenas à configuração convencional.
Usando a interface do usuário da web do CA SDM, você pode adicionar esses processos apenas para servidores secundários. Depois de adicionar o processo por meio da interface de usuário web, ative a opção específica durante a configuração do CA SDM .
Servidor principal de automação de suporte
Servidor de objetos dedicado de automação de suporte
Servidor de roteamento de mensagem de automação de suporte
Servidor proxy de soquete de automação de suporte
Aplicável apenas à configuração convencional.
Usando a interface do usuário web do CA SDM, você pode adicionar esses processos apenas para servidores secundários. Depois de adicionar o processo por meio da interface de usuário web, ative a opção específica durante a configuração do CA SDM . Só é possível adicionar um processo de automação de suporte para cada servidor secundário.
Conversor TNG
Conversor UNI
Dependendo do sistema operacional, é possível adicionar os processos para os servidores a seguir:
Convencional: servidor principal, servidor secundário.
Disponibilidade avançada: servidor de aplicativos.
Bloqueios atuais
Bloqueios atuais lhe permitem exibir e liberar bloqueios em qualquer objeto. Durante a operação normal, o sistema bloqueia objetos enquanto os usuários trabalham com dados. Se houver falha do sistema, é possível liberar objetos para atualizações futuras. Como os bloqueios iniciais têm padrão de 5 (cinco) minutos, você desbloqueia os objetos quando outro usuário precisa dos mesmos dados.
Exibir bloqueios atuais de objeto
É possível exibir um instantâneo dos objetos atualmente bloqueados.
Siga estas etapas:
  1. Na guia Administração, selecione Sistema e, em seguida, Bloqueios atuais.
    A página Bloqueios atuais registra as seguintes informações sobre os bloqueios de objeto:
    • Bloquear
      O processo que solicitou o bloqueio.
    • Nome
      O nome do bloqueio. Se o bloqueio está relacionado um ticket, o nome dele pode refletir o número do ticket.
    • Nome da tabela
      Local do objeto bloqueado.
    • Nome do objeto
      O objeto Majic.
    • Bloquear proprietário
      O usuário da tabela.
    • Bloqueado desde
      Data e hora do bloqueio de objeto.
    • Processo
      O processo que iniciou o bloqueio.
  2. Atualize o navegador.
    A página Bloqueios atuais mostra os bloqueios mais recentes.
Desbloquear objetos
É possível verificar e liberar bloqueios de objeto para permitir que outros usuários acessem o objeto.
Siga estas etapas:
  1. Na guia Administração, selecione Sistema e, em seguida, Bloqueios atuais.
    A página Bloqueios atuais mostra uma lista de bloqueios de objeto.
  2. Atualize o navegador.
    A página Bloqueios atuais mostra os bloqueios mais recentes.
  3. Clique com o botão direito do mouse na linha.
    Aparece o menu Excluir bloqueio.
  4. Clique em Excluir bloqueio.
    Uma mensagem de confirmação é exibida.
  5. Clique em OK.
    A página Bloqueios atuais é atualizada e uma mensagem o avisa que o objeto está liberado.