Como criar e usar um arquivo de entrada

É possível usar um arquivo de entrada e o utilitário pdm_userload para preencher tabelas de banco de dados.
casm173
É possível usar um arquivo de entrada e o utilitário pdm_userload para preencher tabelas de banco de dados.
O formato do arquivo de entrada é o seguinte:
  • Coloque os valores de campo entre aspas duplas (“valor”) e separe os valores com uma vírgula e um espaço (“valor1”, “valor2”).
  • coloque aspas duplas com uma barra invertida (\) para colocá-los nas seqüências de caracteres de texto. Para definir um campo de data/hora para a data e hora atual, use @[email protected] para o valor de entrada.
  • Coloque cada registro entre chaves separadas por espaços, da seguinte maneira:
    ( { record field values } )
  • Se forem delimitados adequadamente, os registros de entrada podem ocupar mais de uma linha no arquivo de entrada contanto que campos individuais permaneçam em uma linha. Para um campo de várias linhas, como comentários, os valores podem incluir um novo caractere de linha (\n) para forçar uma nova linha quando o campo do banco de dados for exibido.
  • Novos caracteres de linha explícitos são necessários apenas para formatação especial. O texto corrido comum é exibido automaticamente com quebras de linha apropriadas, como pode ser visto no exemplo a seguir:
    "Record status is \"COMPLETE\""
Para criar um arquivo de entrada para o utilitário pdm_userload, execute as seguintes etapas:
Siga estas etapas:
  1. Determine qual tabela você deseja carregar e os campos que deseja preencher nessa tabela.
    Você deve preencher o campo-chave Nome ou Símbolo para cada registro que você carregar.
  2. Faça uma cópia do arquivo
    filename
    .dat para a tabela que está sendo carregada.
  3. Edite sua cópia recém-criada do arquivo
    filename
    .dat, da seguinte forma:
    1. Adicione uma entrada para cada registro a ser carregado.
    2. Sob a linha TABLE (consulte o exemplo a seguir), remova os campos que não serão preenchidos.
      TABLE table_name fieldname1 fieldname4 . . . fieldnameN
  4. Salve seu arquivo e saia do editor.
  5. Execute o utilitário pdm_userload e especifique o arquivo, conforme mostrado no exemplo a seguir. Neste exemplo, o nome do arquivo de entrada é myData.dat:
    pdm_userload -f myData.dat
    A tabela do banco de dados é preenchida.