XML do GRLoader

Este artigo contém os seguintes tópicos:
casm173
Este artigo contém os seguintes tópicos:
O GRLoader exige que a entrada do documento XML consista em um cabeçalho de documento seguido por marcas de elementos XML <GRLoader> entre uma ou mais marcas <ci> (para definições de ICs) ou marcas <relation> (para relacionamentos).
Especifique o cabeçalho do documento XML da seguinte maneira:
<?xml version="1.0" encoding="UTF-8" standalone="yes" ?>
Atualize o atributo de codificação conforme necessário para processar os requerimentos de codificação de caracteres apropriados. Por exemplo, especifique “ISO-8859-1” para processar caracteres especiais noruegueses.
Exemplo: formatar um arquivo XML do GRLoader
O modelo a seguir apresenta o formato de um arquivo XML do GRLoader:
<?xml version="1.0" encoding="UTF-8" standalone="yes" ?> <GRLoader> <ci> [define a CI: common and family-specific attributes, versioning, reconciliation, MDR] </ci> [repeat as necessary for each CI] <relation> <type>relationship_type</type> <delete_flag>active_state</delete_flag> <provider> <name>resource name</name> <serial_number>serial number</serial_number> <system_name>host name</system_name> <asset_num>resource tag</asset_num> <mac_address>mac address</mac_address> <dns_name>dns name</dns_name> <id>ci_uuid</id> </provider> <dependent> <name>resource name</name> <serial_number>serial number</serial_number> <system_name>host name</system_name> <asset_num>resource tag</asset_num> <mac_address>mac address</mac_address> <dns_name>dns name</dns_name> <id>ci_uuid</id> </dependent> </relation> [repeat as necessary for each relationship] </GRLoader>
Conteúdo XML: a marca de IC
O GRLoader usa a definição XML de IC para carregar os valores de atributos e os relacionamentos de um IC. A definição do IC deve incluir um conjunto mínimo de atributos obrigatórios para ser criado ou atualizado usando as marcas de elementos XML
<ci>
.
Defina o XML para um IC especificando valores para os seguintes atributos:
  • Identificação de classe (obrigatório)
  • Atributos de reconciliação (obrigatório)
  • Atributos comuns
  • Atributos específicos de família
  • Atributos de identificação do MDR
  • Atributos de controle de versão
A marca IC: identificação de família e classe
A identificação de classe deve ser especificada para cada IC para associar a família e a classe apropriadas ao IC.
Especifique os atributos de família e classe usando as seguintes marcas XML:
  • <family>
    (Opcional) Especifica uma coleção de ICs com atributos semelhantes.
  • <class>
    (Obrigatório) Especifica um subconjunto de ICs em uma família.
Se o GRLoader não conseguir encontrar a família ou a classe, o IC não será criado ou atualizado.
Exemplo: identificar um IC por família e classe
O seguinte exemplo mostra um IC nomeado ServerCI que é identificado pela família
Hardware.Servidor e pela classe
Windows.
<ci> <name>ServerCI</name> <family>Hardware.Server</family> <class>Windows</class> ... </ci>
A marca de IC: atributos de reconciliação (obrigatório)
Um ou mais atributos de reconciliação são obrigatórios ao criar, atualizar ou fazer referência a um IC. O GRLoader usa esses atributos para identificar exclusivamente o IC a ser criado ou atualizado. Os atributos de reconciliação também são usados para identificar um relacionamento provedor/dependente entre dois ICs.
Especifique os atributos de reconciliação usando as seguintes marcas de elementos XML:
  • -- O nome do IC ou recurso (obrigatório ao criar o IC pela primeira vez)
  • -- O identificador exclusivo do fabricante
  • -- Identificador de recurso alternativo, por exemplo, uma ID alternativa localizada em um rótulo de um computador
  • -- Nome do computador (apenas hardware)
  • -- Nome pelo qual este dispositivo é conhecido no servidor de nome de domínio
  • - Endereço MAC. (apenas hardware)
  • -- UUID do IC, usada para atualizações diretas quando a ID é conhecida
O atributo de nome é obrigatório ao criar um IC pela primeira vez. Se o GRLoader não puder resolver os atributos de reconciliação especificados, o IC existente não será atualizado. Os atributos de reconciliação são Atributos comuns de finalidade especial usados para fins de identificação.
Exemplo: identificar um IC ao criá-lo ou atualizá-lo
No exemplo a seguir, a definição de IC usa , , , e para identificar exclusivamente o IC ao criá-lo ou atualizá-lo.
<ci> <name>ServerCI</name> <serial_number>HMVV081</serial_number> <dns_name>serverci.myco.com</dns_name> <mac_address>00:12:3F:48:F0:95</mac_address> <system_name>ServerCI</system_name> ... </ci>
A marca CI: atributos comuns
Em geral, atributos comuns são atributos que podem ser usados em qualquer família ou classe do CMDB. A marca de elemento XML usada para o atributo é igual ao nome do objeto do atributo. O valor do atributo depende de seu tipo, que pode ser um valor constante ou SREL que indica uma referência de chave externa a outra tabela.
Exemplo: especificar atributos comuns
No exemplo a seguir, a definição de IC ServerCI especifica os seguintes atributos comuns: , e (Endereço IP). O nome ServerCI também é um atributo comum.
<ci> <name>ServerCI</name> ... <manufacturer>Dell Inc.</manufacturer> <model>OptiPlex GX280</model> <alarm_id>130.200.19.220</alarm_id> ... </ci>
A marca de CI: atributos específicos de família
Atributos de classe são exclusivos de uma classe ou família específica de ICs. A marca do elemento XML usada para o atributo de classe é igual ao nome do objeto de atributo encontrado nas tabelas específicas de família/classe.
Exemplo: especificar atributos específicos de família
No exemplo a seguir, a definição do IC ServerCI indica os atributos específicos da família
Hardware.Servidor, que incluem bios_ver, cd_rom_type, hard_drive_capacity etc.
<ci> <name>ServerCI</name> ... <bios_ver>A04</bios_ver> <cd_rom_type>DVD+-RW DVD8701</cd_rom_type> <hard_drive_capacity>90 MB</hard_drive_capacity> <number_net_card>3</number_net_card> <number_proc_inst>1</number_proc_inst> <phys_mem>2048 MB</phys_mem> <proc_speed>2793 MHz</proc_speed> <swap_size>4959 MB</swap_size> ... </ci>
A marca de IC: identificação de MDR
Um MDR (Repositório de Dados de Gerenciamento) identifica o provedor de dados de um IC e como os ICs são mapeado de volta até o MDR correspondente.
O CA SDM usa informações do MDR para executar as seguintes tarefas:
  • Iniciar em contexto do log do IC diretamente no provedor de dados do MDR.
  • Rastreia as mudanças nos atributos do IC de volta até o MDR de origem.
  • Detecta quando mais de um MDR atualiza um atributo do IC. Essa situação ocorre quando diversos MDRs contribuem com dados independentemente para uma definição de IC.
  • Identifica qual MDR atua como a origem de autorização.
Para obter mais informações sobre MDRs, consulte este tópico.
Use as seguintes marcas de elemento XML para especificar atributos de MDR:
  • <mdr_class>
    Especifica a classe do MDR para agrupar MDRs processados de modo semelhante pelo CA SDM.
  • <mdr_name>
    Especifica o nome de MDR que um MDR usa para referir a si próprio. Verifica se a combinação de valores mdr_name e mdr_class é exclusiva em sua empresa.
  • <federated_asset_id>
    Especifica a ID do ativo agrupado que indica o identificador exclusivo de um MDR para um IC.
Se o GRLoader não puder resolver o mdr_class e o mdr_name especificados para um MDR existente, o GRLoader não importará o IC. Um IC sem nenhum mapeamento de federated_asset_id associado não é agrupado.
Exemplo: identificar um IC no MDR
No exemplo a seguir, a definição de IC ServerCI especifica e para identificar exclusivamente o MDR e a ID do ativo agrupado, identificando assim o IC no MDR.
O CA SDM usa o valor de sequência de caracteres mdr_class
Cohesion
ao federar dados do produto [atribuir o valor para o acm em seu livro].
<ci> <name>ServerCI</name> ... <federated_asset_id>1001118</federated_asset_id> <mdr_class>Cohesion</mdr_class> <mdr_name>CohesionServer</mdr_name> ... </ci>
A marca de IC: atributos de controle de versão
Você pode usar o GRLoader para definir atributos de controle de versão para um IC.
Para obter mais informações sobre controle de versão, consulte a seção Controle de versão.
Especifique os atributos de controle de versão usando as seguintes marcas de elementos XML:
  • <milestone>
    Especifica o rótulo associado com o marco, que é exibido na guia Controle de versão.
  • <standard_ci>
    Especifica o nome do IC padrão a ser usado para comparações de linha de base na guia Controle de versão.
O IC especificado para o atributo standard_ci já deve existir no CMDB ou ser especificado antes de você especificar a definição do IC no arquivo XML. O marco gerado registra o estado do IC no momento em que o GRLoader é executado.
Exemplo: especificar comparações de linha de base
No exemplo a seguir, a definição do IC ServerCI especifica o IC padrão chamado
configuração padrão de servidor para comparações de linha de base com ServerCI (o IC de foco). Este exemplo pressupõe que o IC padrão já existe no CA SDM. Além disso, um marco chamado Fim do ano fiscal de 2008 também é criado para preservar o estado do IC no momento em que o GRLoader importa o XML.
<ci> <name>ServerCI</name> <class>Server</class> <standard_ci>standard server config</standard_ci> <milestone>Fiscal year end 2008</milestone> ... </ci>
Conteúdo XML: a marca de Relação
O GRLoader pode ser criar ou atualizar relacionamentos entre itens de configuração usando a marca de elemento XML <relation>. Os relacionamentos são muitos-para-muitos, e o tipo de relacionamento especifica como dois itens de configuração provedor/dependente se relacionam no CMDB.
Especifique os atributos de relacionamento usando as seguintes marcas de elementos XML:
  • <type>
    (Opcional) Especifica o nome do tipo de relacionamento.
  • <delete_flag>
    Designa um relacionamento como inativo ou ativo. Especifique 1, yes ou true para desativar o relacionamento. Especifique 0, no ou false para reativar o relacionamento. Definir delete_flag como true deixa o relacionamento intacto, mas marca-o como inativo.
  • <provider>
    (Obrigatório) Identifica o IC do provedor do relacionamento, que contém um ou mais atributos de reconciliação do IC.
  • <dependent>
    (Obrigatório) Identifica o IC do dependente do relacionamento, que contém um ou mais atributos de reconciliação do IC.
Se o GRLoader não conseguir encontrar um tipo especificado, IC de provedor ou IC dependente, o relacionamento é criado ou atualizado.
Exemplo: definir um relacionamento entre ICs
O exemplo a seguir define um relacionamento entre os ICs ServerCI (provedor) e
ServerCI|NetworkAdaptor-0 (dependente). O tipo de relacionamento é contém. O exemplo pressupõe que ambos os ICs já foram definidos no CMDB ou foram especificados antes da definição do relacionamento em um arquivo XML. Além disso, ambos os ICs provedor e dependente devem corresponder a todos os atributos de reconciliação para que o relacionamento seja criado.
<relation> <type>contains</type> <provider> <name>ServerCI</name> <serial_number>HMVV081</serial_number> <dns_name>serverci.myco.com</dns_name> <mac_address>00:12:3F:48:F0:95</mac_address> <system_name>ServerCi</system_name> </provider> <dependent> <name>ServerCI|NetworkAdaptor-0</name> </dependent> </relation>
Conteúdo XML: valores especiais
Os atributos XML para fins especiais podem modificar como um valor de IC é definido ou atualizado ao ser importado pelo GRLoader. Você pode usar tais atributos para executar processamento ou formatação especial ao definir um valor. Por exemplo, para formatar um valor de data ou usar o resultado de uma pesquisa.
Exemplos de valores XML especiais:
  • Pesquisa
    Especifica um IC por um atributo diferente de combo_name (sobrenome, nome, nome do meio). Exemplo: ID de usuário
  • update_if_null
    Especifica a opção update_if_null a ser usada pelo GRLoader para distinguir valores vazios dos não fornecidos no XML. Por padrão, a opção update_if_null é definida como "", o que significa que valores em branco ou ausentes são ignorados pelo GRLoader.
    As seguintes descrições de atributos para número de série são equivalentes:
    <serial_number></serial_number> <serial_number/> <serial_number update_if_null="">
    Se você remover o número de série de um IC, o XML anterior não funcionará, pois o GRLoader
    ignora
    valores em branco ou ausentes. Em vez disso, é necessário codificar o xml para o número de série da seguinte forma:
    <serial_number update_if_null="true"></serial_number>
    Essa sintaxe sempre atualiza o atributo, mesmo que o valor esteja em branco ou ausente.
  • dateformat=[utc | localtime]
    Define o atributo
    dateformat
    do campo de data como “utc” ou “localtime”. Obrigatório quando a data está no formato UTC (UNIX Time Code). Se dateformat não for definido, o padrão é “localtime".
Formatos de data
O CMDB oferece suporte aos seguintes formatos de data e horário local:
  • aaaa.mm.dd
  • aaaa.mm.dd hh:mm:ss
Se o valor não corresponder a nenhum desses formatos, o analisador tenta resolver a data como um horário UTC. Se o formato de data não for UTC, o CMDB usa as configurações de idioma do sistema: para inglês dos Estados Unidos, o formato de 12 horas de "dd/mm/aaaa" ou "dd/mm/aaaa hh:mm:ss
a
", em que
a
especifica se é AM ou PM.
Contato e outros campos de pesquisa
O objeto Contato combina nome, inicial do nome do meio e sobrenome. O objeto tem o seguinte formato:
<resource_contact>Lastname, Firstname MiddleInitial</resource_contact>
Se desejar usar um campo diferente como um campo de pesquisa, é possível fornecer um atributo lookup (pesquisa). Por exemplo, se desejar procurar John Q. Doe por ID de usuário, use a seguinte entrada:
<resource_contact lookup="userid">doejo04</resource_contact>
Campos validados com base em dados em tabelas existentes (SREL)
Os atributos comuns aceitam apenas um conjunto específico de valores que devem ser definidos em tabelas relacionadas no CMDB. Tais atributos também podem possuir restrições e exceções adicionais que devem ser atendidas para que a atribuição ocorra. Por exemplo, um atributo de classe especificado no XML deve corresponder a um dos nomes de classe existentes (padrão do CMDB ou definido pelo usuário). Caso contrário, o IC não será criado ou atualizado. Além disso, o valor não pode ser definido como nulo, e a classe deve ser Ativa para que a atribuição ocorra.
Os campos a seguir validam dados em relação a dados em tabelas existentes:
  • audit_userid
  • bm_rep
  • bm_status
  • classe
  • company_bought_for_uuid
  • contact_1
  • contact_2
  • contact_3
  • delete_flag
  • departamento
  • expense_code
  • família
  • local
  • fabricante
  • model
  • operating_system
  • org_bought_for_uuid
  • nível de prioridade
  • repair_org
  • resource_contact
  • resource_owner_uuid
  • service_org
  • service_type
  • status
  • supplier
  • vendor_repair
  • vendor_restore
Entrada XML
Durante a importação de dados de ICs, formate os dados em um formato suportado, como XML ou uma planilha (XLSX ou XLS).
Considere o seguinte exemplo de formato XML:
Documento XML
Observações
<?xml version="1.0" encoding="UTF-8" standalone="yes" ?> <GRLoader>
Esses cabeçalhos são obrigatórios.
<ci>
Inclua zero ou mais nós <ci> para definir os ICs.
<name>value</name> <mac_address>value</mac_address> <dns_name>value</dns_name> <asset_num>value</asset_num> <serial_number>value</serial_number> <system_name>value</system_name>
Essas seis características identificam exclusivamente um IC em uma definição de IC ou de Relacionamentos. Pelo menos uma deve ser especificada.
<class>value</class> <family>value</family> <manufacturer>value</manufacturer> <model>value</model>
Esses quatro valores determinam a classe e a família de um IC. Você especifica (class) ou (manufacturer/model).
<mem_capacity>value</mem_capacity> <number_net_card>value </number_net_card> <phys_mem>value</phys_mem_update> <proc_speed>value</proc_speed> <proc_type>value</proc_type> <server_type>value</server_type> </ci>
Valores específicos de família. Zero ou mais valores específicos de família podem ser fornecidos ao definir um IC.
<relation> <type>relation_type</type>
Inclua zero ou mais nós <relation> para definir relacionamentos. Especifique o tipo de relacionamento
<provider> <name>value</name> <mac_address>value</mac_address> <dns_name>value</dns_name> <asset_num>value</asset_num> <serial_number>value</serial_number> </provider>
Identifique o IC provedor com pelo menos um atributo.
<dependent> <name>value</name> <mac_address>value</mac_address> <dns_name>value</dns_name> <asset_num>value</asset_num> <serial_number>value</serial_number> </dependent> </relation>
Identifique o IC dependente com pelo menos um atributo.
</GRLoader>
Exemplo: entrada XML
<?xml version="1.0" encoding="UTF-8" standalone="yes" ?> <GRLoader> <ci> <name>Host1</name> <class>Server</class> </ci> <ci> <name>Host2</name> <class>Server</class> </ci> <relation> <type>connects to</type> <provider> <name>host1</name> </provider> <dependent> <name>host2</name> </dependent> </relation> </GRLoader>
Normalização de endereço MAC
As releases anteriores do GRLoader normalizaram o endereço MAC dos ICs ao remover os delimitadores ":" e "-" do endereço MAC. Essa normalização resultou em um endereço MAC de: aa:bb:cc:dd:ee, armazenando como aabbccddee.
Considere o seguinte comportamento de endereço MAC:
  • O padrão é sem nenhuma normalização de endereço MAC.
  • Os ICs criados sem nenhuma normalização no CMDB são reconciliados com os ICs criados sem normalização no CMDB r11.x.
  • Os endereços MAC inválidos são tratados como sequências de caracteres simples e armazenados sem modificação.
Os seguintes parâmetros do GRLoader permitem ativar ou desativar a normalização de MAC:
  • -mn
    Remove os delimitadores ":" e "-" de endereços MAC (normalização de MAC).
  • -nomn
    Não remove os delimitadores ":" e "-" de endereços MAC.
    Instalar uma versão anterior se o CMDB ativar a normalização de endereço MAC automaticamente. Você pode anular a normalização usando o parâmetro de
    -nomn
Como as opções são processadas sequencialmente na linha de comando, a ordem das opções é importante na sintaxe.