Ativar investimentos, recursos e funções para processamento financeiro

ccppmop157
Para usar o sistema de gestão financeira e as configurações que você definiu, defina as propriedades financeiras dos investimentos. Além disso, defina as propriedades financeiras para os recursos e as funções atribuídos aos investimentos.
É possível processar transações financeiras em relação a investimentos e determinar os respectivos custos. Também é possível processar transações financeiras em relação a atribuições de recursos e de funções e determinar como esses custos afetam os investimentos.
Ativar investimentos para finanças
A ativação financeira dos investimentos garante que os custos reais de transações registradas sejam exibidos em planos de custo, relatórios, portfólios e outras áreas de produto. Definir o status financeiro de um investimento como "Aberto", sem concluir a configuração financeira necessária, faz com que as mensagens de erro apareçam durante o processamento das transações reais.
O procedimento a seguir usa "projetos" como exemplo de investimento.
Siga estas etapas:
  1. Abra a Página inicial e, em Gestão de portfólios, clique em Projetos.
  2. Abra o projeto.
  3. Abra o menu Propriedades e, em Propriedades, clique em Configurações.
  4. Na seção Finanças, preencha as informações solicitadas. Os campos a seguir precisam de explicação:
    • Nome da empresa
      Define a empresa que patrocina o projeto ou que recebe os benefícios do projeto. Para selecionar um valor para esse campo, verifique se você criou um perfil de empresa. Pesquise
      Criar dados financeiros complementares
      .
    • Projeto afiliado
      Define o projeto que está financeiramente vinculado ao projeto. É possível selecionar dentre todos os projetos ativos financeiramente que estão associados à empresa. Se você estiver fazendo a integração com um aplicativo de terceiros de faturamento externo, use esse valor para gerar faturas consolidadas em um projeto.
    • Departamento
      Define o departamento usado durante o processamento de transações de cobranças reversas para debitar ou creditar custos nos departamentos. O departamento também pode ser usado para corresponder o projeto às matrizes de taxa/custo. O campo é preenchido automaticamente se um departamento for selecionado nas propriedades gerais do projeto.
    • Local
      Define o local usado para corresponder o projeto às regras de débito e crédito para processamento de transações de cobranças reversas. O local do projeto pode ser usado como uma correspondência na matriz de custos/taxas. Se o local do projeto não estiver definido, o produto usa o local de entidade ou o local padrão do sistema.
    • Status financeiro
      Especifica o status que determina como as transações financeiras inseridas em relação a esse projeto são manipuladas.
      Valores:
      • Aberto. Todas as transações inseridas em relação ao projeto podem ser totalmente processadas. Selecione esse status para ativar o processamento financeiro no projeto.
      • Aguardar. Não é possível acumular novas transações no projeto.
      • Fechado. Não é possível acumular novas transações no projeto. Quando você marca o status financeiro como “Fechado”, ele não fica mais aberto para processamento financeiro.
    • Tipo
      Define o método de faturamento necessário para processamento de transações financeiras.
      Valores:
      • Padrão. A opção permite que transações sejam acumuladas durante um determinado ciclo. Você pode cobrar as transações resultantes a qualquer momento.
      • Interno. A opção é usada para rastrear transações financeiras que não são destinadas a cobranças reversas.
      É recomendável selecionar a opção Interna, a menos que você vá exportar as transações para um aplicativo de cobrança de terceiros.
    • Classe de WIP
      Define a classe de WIP, que é usada para corresponder o projeto com matrizes de custos/taxas. A classe de WIP também pode ser usada para fins de relatório.
    • Classe de investimento
      Define a classe de investimento que é usada para corresponder o projeto com matrizes de custos e taxas. A classe de investimento também pode ser usada para fins de relatório.
    • Tipo de custo
      Define o custo de capital ou operacional programado do projeto. Por padrão, o tipo de custo é definido como Operacional. É possível usar esse valor para analisar dados de planos de custos e portfólios.
    • Moeda de faturamento
      Define a moeda usada para processar cobranças reversas e transações financeiras no investimento. Depois de processar transações ou criar planos financeiros detalhados para o projeto, não será possível alterar esse valor de moeda. O campo é somente leitura para sistemas de moeda única.
  5. Nas seções Mão-de-obra, Material, Equipamento e Matriz de transação de despesa, insira as seguintes informações de custo ou de taxa conforme necessário:
    • Origem da taxa
      Define a matriz de custos/taxas usada para calcular o valor do benefício da entrada da transação para o projeto.
    • Origem de custo
      Define a matriz de custos/taxas usada para calcular o valor do custo da entrada da transação para o projeto.
    • Tipo de taxa de câmbio
      Exibido somente quando há várias moedas disponíveis. Define o tipo de taxa de câmbio das transações do projeto. Quando o projeto for aprovado, o tipo de taxa de câmbio não poderá mais ser alterado.
      Valores:
      • Média. A taxa derivada combinada em um período: semanal, mensal ou trimestral.
      • Fixa. A taxa fixa que não muda ao longo de um período definido.
      • À vista. A taxa variável que muda com frequência, digamos que diariamente.
  6. Salve as alterações.
Ativar os recursos e as funções para as finanças
Ativar financeiramente os recursos e as funções garante que os custos reais das transações registradas apareçam nos planos, relatórios e portfólios de custo. Você também pode acessar as páginas do aplicativo nas quais podem ser visualizadas as entradas de transação do recurso.
O procedimento a seguir descreve as propriedades financeiras que aparecem para os recursos. Se você estiver definindo as propriedades financeiras para as funções, nem todas essas propriedades aparecem.
Siga estas etapas:
  1. Abra a Página inicial e, em Gestão de recursos, clique em Recursos.
  2. Abra o recurso ou a função.
  3. Abra o menu Propriedades e clique em Finanças em Propriedades.
  4. Preencha os campos na seção Complemento. Os campos a seguir precisam de explicação:
    • Financeiramente ativo
      Indica se os atributos financeiros de um recurso ou função são ativados para registrar atividades de gerenciamento financeiro em um investimento.
    • % alvo cobrável
      Refere-se à porcentagem da taxa de faturamento alvo que pode ser cobrável. Insira a porcentagem alvo cobrável deste recurso, se aplicável.
    • Departamento financeiro
      Define o departamento financeiro associado a uma entidade na estrutura organizacional financeira. O departamento financeiro representa o centro de custo do recurso.
    • Local financeiro
      Define o local do departamento financeiro associado a uma entidade na estrutura organizacional financeira. O local financeiro representa o local do recurso.
    • Classe da transação
      Define os valores definidos pelo usuário que agrupam tipos de transação para o recurso ou para a função e é usada para processamento de transações financeiras.
    • Classe de recurso
      Define a categoria do recurso ou função ativado financeiramente e é usada com o processamento de transações financeiras. Se o recurso for um tipo de mão-de-obra, preencha os campos para o departamento e o local para poder marcar o recurso como financeiramente ativo.
    • Taxa de faturamento de destino
      Refere-se à taxa de faturamento alvo que é cobrável para o recurso.
  5. Salve as alterações.