Definir as configurações gerais do sistema

ccppmop1593
HID_admin_configure_general
Como administrador, você pode configurar as definições do sistema para ativar o
Clarity
. Você também pode gerenciar as configurações de senhas, documentos, relatórios avançados e cores personalizadas dos gráficos. Adicione links de sites para facilitar o acesso para os usuários. Digite o texto traduzido para os rótulos de campo e mensagens de erro. Outras configurações incluem dados de período fiscal do data warehouse, cores consistentes no gráfico, nome da empresa, links de TSV para exportação para o Excel e codificação HTML GZip.
2
Ativar o
Clarity
Ative o
Clarity
para gerentes de projeto, gerentes de recursos e integrantes da equipe.
Antes de poder ativar o
Clarity
, instale o Acelerador de PMO. Sem o acelerador, as opções do
Clarity
ficam desativadas. Consulte Instalar o complemento do Acelerador de PMO e os dados de amostra do PMO.
Siga estas etapas:
  1. Clique em
    Administração
    ,
    Configurações gerais
    ,
    Opções do sistema
    .
  2. Na seção
    Nova experiência do usuário
    , selecione
    Ativar a nova experiência do usuário
    .
    Essa opção fornece uma alternância global que controla se o
    Clarity
    está acessível aos usuários. Se você não ativar essa opção, e um usuário tentar acessar o
    Clarity
    usando o URL a seguir, ele será redirecionado para o
    Classic PPM
    :
    http(s)://<nomedoservidor>/pm
  3. Para ativar a nova interface da planilha de horas, selecione
    Ativar planilhas de horas
    e clique em
    Salvar
    .Essa opção fornece uma alternância global que controla se as novas planilhas de horas estão acessíveis aos usuários. Para ativar as novas planilhas de horas, primeiro ative o
    Clarity
    . Quando você ativar as novas planilhas de horas, as seguintes alterações ocorrerão:
    • O link do menu para a planilha de horas e o ícone Planilha de horas atual foram removidos da interface do usuário do
      Classic PPM
      .
    • Em Administração, Gestão de projetos, Opções da planilha de horas, seção Layout e conteúdo padrão, as seguintes colunas permanecem no campo
      Colunas disponíveis
      : Esses campos não são necessárias para configurar novas planilhas de horas. Os dados para esses campos são automaticamente incorporados nas novas planilhas de horas:
      • Investimento
      • ID do investimento
      • Fase
    • Em Administração, Gestão de projetos, Opções da planilha de horas, seção Layout e conteúdo padrão, as seguintes colunas não aparecem mais no campo
      Colunas disponíveis
      :
      • ID da tarefa
      • Nome curto
      • Pai
      • ID pai
      • ID de fase
      • Início
      • Término
      • Horas trabalhadas registradas
      • Linha de base
      • Função
      • Categoria do incidente
      • Ícone de observações
    • Em Administração, Gestão de projetos, Opções da planilha de horas - seção Layout e conteúdo padrão, as colunas padrão, como Código de tipo de entrada e Código de encargo, são adicionadas a Colunas selecionadas (se ainda não estiverem definidas na sua configuração). Você pode reconfigurar o layout após a ativação das novas planilhas de horas.
    • Em Administração, Gestão de projetos, Opções da planilha de horas, seção Opções padrão de entrada de horas, os seguintes campos são removidos:
      • Classificação padrão
      • Desativar entradas de horas indiretas
      • Ativar data da observação
      • Os campos restantes são redefinidos para os valores padrão. É importante verificar esta seção novamente após ativar as novas planilhas de horas.
    • As notificações da planilha de horas são enviadas do
      Clarity
      .
    • Os usuários podem criar planilhas de horas somente no
      Clarity
      .
  • É recomendável que as equipes usem as planilhas de horas novas ou as do
    Classic PPM
    . Não alterne entre ambas.
  • Forneça aos usuários o URL ou um link de menu para o
    Clarity
    . Para obter mais informações, consulte Introdução ao
    Clarity
    .
  • Os novos links de notificação da planilha de horas levam automaticamente para a devida planilha de horas de um integrante da equipe específico. Por exemplo:
    https://<nomedoservidor>/pm/#/timesheets/timesheet?resourceId=5003033&timeperiodId=5004050
Definir opções de gestão de documento
Você pode definir opções que determinam como documentos anexados e carregados são acessados por outros usuários. Configurações incluindo opções de verificação e download de arquivos.
Você também pode limitar as extensões de arquivo autorizadas quando os usuários fizerem upload de documentos. Depois de especificar as extensões de arquivo, uma mensagem será exibida listando as extensões suportadas sempre que os usuários carregarem um documento. Os tipos de arquivo não autorizados não podem ser carregados. É exibido um aviso mediante tentativa de upload.Se você não especificar uma lista de extensões de arquivo, poderá carregar qualquer arquivo.
Essas opções se aplicam à interface do
Classic PPM
e ao
Clarity
. As restrições de extensão de arquivo não se aplicam a documentos carregados pelos usuários com o XOG.
Siga estas etapas:
  1. Clique em
    Administração
    ,
    Configurações gerais
    ,
    Opções do sistema
    .
  2. Configure os seguintes campos:
    • Extensões de arquivo autorizadas
      Deixe esse campo em branco, isso é o padrão para permitir que os usuários façam upload de todos os tipos de arquivos. Para restringir os tipos de arquivo, insira uma lista das extensões de arquivo que deseja permitir que os usuários carreguem. Separe cada extensão de arquivo com uma vírgula e sem espaços. Por exemplo, insira
      doc,docx,pdf,xls,xlsx,ppt,pptx,jpg,gif.
      Você está agora proibindo quaisquer outros formatos de arquivos que não estejam listados. Neste exemplo, um arquivo de imagem PNG será bloqueado. O usuário não poderá fazer upload de um arquivo PNG para seu ícone de avatar pessoal ou em uma conversa. As extensões de arquivo autorizadas serão aplicadas ao sistema de gestão de documentos, imagens de avatar, atributos de anexos do Studio e relatórios de status do projeto (PDF) na
      Clarity
      do
      Classic PPM
      .As extensões de arquivo não se aplicam a documentos carregados com o XOG.
    • Ativar verificação de arquivo de documentos
      Marque a caixa de seleção para verificar os documentos carregados. Se a caixa de seleção estiver vazia, os documentos carregados não serão verificados. Você pode especificar um programa de linha de comando para verificação de vírus para todos os documentos carregados no CSA. Quando o programa ou script do shell de sua escolha detectar um problema com um determinado documento, ele poderá retornar um código de erro e rejeitar o documento. Um aviso será exibido na página do gerenciador de documentos.Os documentos carregados com atributos de anexo ou XOG não são verificados.
      Padrão:
      desmarcado
    • Permitir que não participantes acessem os documentos
      : essa configuração será aplicada globalmente como sendo o valor padrão para todos os documentos futuros que os usuários carregarem. A configuração pode ser alterada para cada documento.
    • Ativar download de documentos
      : adiciona as ações
      Download de tudo
      e
      Download incremental
      à guia
      Colaboração
      .
      • Tamanho máximo de arquivo para download de documentos
        : especifique um limite para o tamanho total dos arquivos nas ações
        Download de tudo
        ou
        Download incremental
        . O software não permitirá que os usuários façam download dos documentos quando o tamanho total exceder esse limite.
      • Tamanho de arquivo para aviso no download de documentos
        : especifique um limite que seja inferior aos máximo permitido. Quando o tamanho total do arquivo descompactado exceder esse limite, os usuários receberão um aviso. Eles poderão cancelar o download ou continuar. O tamanho real do arquivo ZIP compactado pode ser menor do que o limite do aviso.
  3. Clique em
    Salvar
    .
Definir outras opções do sistema
Você pode definir outras opções do sistema, como o nome da empresa, os formatos de gráfico, o download de documentos e a compactação de arquivos.
Siga estas etapas:
  1. Clique em
    Administração
    ,
    Configurações gerais
    ,
    Opções do sistema
    .
  2. Na seção Outros, preencha os seguintes campos e salve suas definições:
    • Nome da empresa
      Define o nome da empresa que é exibido na página Sobre.
      Limite:
      80 caracteres
    • Cores do gráfico
      Especifica a cores personalizadas para uso com gráficos. Para inserir o nome e os valores hexadecimais RGB para uma nova cor, clique no link Paleta de cores.
    • Usar cores consistentes no gráfico
      Define se você deseja usar cores consistentes no gráfico.
      Padrão:
      desmarcado
      Marque a caixa de seleção.
    • Usar codificação HTML GZip
      Especifica o uso de compactação para páginas HTML.
      Padrão:
      selecionado
Ativar a autenticação do SAML
A opção Ativar a autenticação do SAML permite que o
Clarity
aceite respostas do SAML provenientes de provedores de identidade, como OKTA ou Auth0.
  • Clientes locais
    : no momento, essa opção não se aplica a clientes locais do
    Clarity
    . Se você selecionar essa opção, os usuários poderão ter problemas de autenticação.
  • Clientes do SaaS:
    não faça nenhuma alteração nessa opção. Essa configuração controla o mecanismo de autenticação do seu ambiente do
    Clarity
    SaaS. Se você atualizar essa opção, os usuários irão enfrentar problemas de autenticação.
Configurar a definição de conformidade de assinatura - Ativar a telemetria
Telemetria é um recurso integrado ao
Clarity
para enviar dados de configuração do sistema e uso do produto à Broadcom. Esses dados ajudam a Broadcom a obter informações sobre o uso que os clientes fazem dos produtos, entender suas necessidades em relação ao software e a se concentrar nos recursos e nas plataformas que são mais comumente usados.
A telemetria
NÃO
coleta qualquer PII (Personally Identifiable Information - Informações de Identificação Pessoal).É
OBRIGATÓRIO
inserir a ID do site durante a configuração da seção Configuração da conformidade de assinatura. 
A telemetria está desativada para os ambientes FedRAMP (Federal Risk and Authorization Management Program).
Subscription Compliance.jpg
Siga estas etapas:
  1. Efetue logon no
    Classic PPM
    como administrador.
  2. Clique em
    Administração
    ,
    Configurações gerais
    ,
    Opções do sistema
    .
  3. Na seção Subscription Compliance, preencha os seguintes campos:
    • ID do site
      (obrigatório)
      Especifica a ID da empresa que você usa para acessar o site do Suporte da Broadcom. Consulte a seção Identificar a ID do site usando o site do Suporte da CA.
    • Ambiente de produção
      Especifica se você está configurando uma instância de produção do
      Clarity
      . Selecione Sim para um Ambiente de produção e Não para outros ambientes.
    • Cliente do PLA
      Especifica se a sua organização optou por participar do PLA (Portfolio License Agreement - Contrato de Licença de Portfólio) de assinatura.
    • Identificador do encargo
      Especifica o nome e a ID da cobrança de um departamento associado ao pagamento pelo uso do
      Clarity
      na sua empresa.
    • Instância
      Especifica o tipo de instância de instalação, como desenvolvimento de produtos, treinamento de vendas da empresa ou marketing de produtos.
    • Versão do produto
      (preenchido automaticamente com base na versão instalada do produto)
      Especifica o número da versão do produto.
    • Nome do domínio
      (preenchido automaticamente)
      Especifica o URL HTTP/HTTPS de serviço do aplicativo principal. Essas informações são extraídas do campo de URL do aplicativo da CSA (Clarity System Administration - Administração de Sistema do Clarity).
    • Email de notificação de erro
      Especifica os endereços de email dos usuários que precisam ser notificados se o
      Clarity
      não puder enviar dados de telemetria à Broadcom. O
      Clarity
      envia dados de telemetria à Broadcom de modo programado. Se o
      Clarity
      não conseguir enviar os dados de telemetria, os usuários listados aqui receberão um email. Você pode especificar vários endereços de email usando vírgula para separá-los.
    • Ambiente SaaS
      (preenchido automaticamente)
      Especifica se o ambiente é SaaS ou local. Esse campo ficará definido como Não se você estiver usando o
      Clarity
      local.
    • Usar proxy
      Especifica as configurações do servidor proxy que podem ser usadas para enviar dados de telemetria à Broadcom. Os clientes locais do
      Clarity
      que não tiverem conectado seus servidores de aplicativos com a internet poderão usar o servidor proxy para enviar dados de telemetria para à Broadcom.
      • URL do proxy:
        especifica o URL do servidor proxy.
      • Nome de usuário:
        especifica o nome de usuário para acessar o servidor proxy.
      • Senha:
        especifica a senha para acessar o servidor proxy.
  4. Salve as alterações.
Para saber mais sobre as informações de contagem de licenças do
Clarity
com base no tipo de licença, verifique Visualizar números de usuários por tipo de licença.
  • Você pode revisar e exportar os dados de telemetria que o Clarity envia à Broadcom acessando o portlet Exportação de dados de telemetria, na página Informações sobre licenças.
  • O
    Clarity
    só enviará dados de telemetria à Broadcom quando você usar o campo
    Ambiente de produção
    para especificar que está configurando uma instância de produção do produto.
Identificar a ID do site usando o site de suporte da Broadcom
Site ID.gif
Os clientes do
Clarity
podem identificar a ID do site efetuando logon no site do Suporte da Broadcom.
Siga estas etapas:
  1. Em seu navegador, vá para https://casupport.broadcom.com/.
  2. Clique em
    Efetuar logon
    e digite seu nome de usuário e sua senha.
  3. Para abrir a página Site Access Request, clique em
    MY ACCOUNT
    ,
    SITE ACCESS REQUEST
    .
  4. Clique em
    Admin Access
    para exibir a página User Administration Access Request.
  5. O nome e a ID de site da sua organização são exibidos.
Dados transmitidos pela Rotina de telemetria
O
Classic PPM
envia os seguintes dados à Broadcom como parte do recurso de telemetria:
Nome
Descrição
Origem
ID do site
Especifica a ID do site da sua organização, listada no portal de suporte da Broadcom.
Faz o mapeamento para o valor do campo
ID do site
da seção Configuração da conformidade de assinatura.
Fornecido pelo cliente
instance_id
Especifica o tipo de instância da instalação, como desenvolvimento, treinamento, unidade de negócios, etc.
Faz o mapeamento para o valor do campo
Instância
da seção Configuração da conformidade de assinatura.
Fornecido pelo cliente
product_sku
Especifica a SKU (Stock Keeping Unit - Unidade de Manutenção de Estoque) do
Clarity
Gerado pelo
Clarity
sku_description
Especifica a descrição da SKU do
Clarity
Gerado pelo
Clarity
Ambiente SaaS
Especifica se você está usando uma versão SaaS ou local do
Clarity
Gerado pelo
Clarity
Versão do produto
Especifica o número da versão do
Clarity
implementada em sua organização
Faz o mapeamento para o valor do campo
Versão do produto
da seção Configuração da conformidade de assinatura
Gerado pelo
Clarity
pla_enabled
Especifica se a sua organização optou por participar do PLA (Portfolio License Agreement - Contrato de Licença de Portfólio) de assinatura
Faz o mapeamento para o valor do campo
Cliente do PLA
da seção Configuração da conformidade de assinatura
Fornecido pelo cliente
date_collected
Especifica a data em que os dados de telemetria serão enviados à Broadcom
Gerado pelo
Clarity
monthly_usage
Especifica a contagem de usuários ativos no
Clarity
que têm acesso de função total, restrito e de exibição
Gerado pelo
Clarity
chargeback_id
Especifica o nome ou a ID da cobrança reversa de um departamento associado ao pagamento pelo uso do
Clarity
na sua empresa
Faz o mapeamento para o valor do campo
Identificador do encargo
da seção Configuração da conformidade de assinatura
Fornecido pelo cliente
domain_name
Especifica o URL HTTP/HTTPS de serviço do aplicativo principal usado para acessar o
Clarity
Faz o mapeamento para o valor do campo
Domínio
da seção Configuração da conformidade de assinatura
Gerado pelo
Clarity
Ao relatar os dados de telemetria, o
Classic PPM
considera a licença de criador e a licença de demonstração como uma licença completa, a licença de participante como uma licença restrita e a licença de visualizador como uma licença somente exibição.
Importar o certificado SSL no TrustStore do Java TrustStore
(somente no local)
Será necessário importar um certificado SSL no TrustStore do Java apenas se você estiver:
  • Usando um proxy para enviar os dados de telemetria para a CA Technologies
E
  • Usando um certificado SSL autoassinado no proxy.
Mesmo que os certificados SSL autoassinados criptografem os dados, eles não serão aceitos pela maioria dos navegadores e pelo Java, pois o certificado não é emitido por uma autoridade de certificação confiável.Para resolver esse problema, é necessário importar o certificado SSL no TrustStore do Java.
Siga estas etapas:
  1. Localize o certificado SSL X.509. Geralmente, são arquivos .CER.
  2. Coloque o arquivo de certificado no diretório Java/jre/lib/security.
    Se você tiver várias versões do Java no sistema, certifique-se de selecionar a versão que foi instalada com o
    Classic PPM
    . Isso pode ser verificado pelo valor da variável de ambiente JAVA_HOME.
  3. Abra o prompt de comando e vá para a pasta JAVA_HOME/lib/security.
  4. Execute o seguinte comando:
    keytool -importcert -keystore cacerts -file "nome do certificado" -alias "nome do alias"
    Certifique-se de lembrar do nome de alias fornecido nesta etapa. Você precisará dele se desejar excluir o certificado do TrustStore do Java.
  5. Digite a senha do keystore. A senha padrão do keystore é "changeit".
  6. Quando o sistema perguntar se o certificado é confiável, digite "sim" e pressione Enter.
Agora você importou o certificado SSL autoassinado no TrustStore do Java.
Telemetry_ImportJAVA.png
Solucionar problemas de telemetria
Se o
Classic PPM
tiver um problema com a telemetria, ele criará uma entrada no arquivo bg-ca.log. Alguns problemas que os clientes podem ter são:
  • Faltam dados obrigatórios, como ID do site, Ambiente de produção e Cliente do PLA
    Você terá esse problema se não tiver preenchido a seção Configurar a definição de conformidade de assinatura na página Opções do sistema. Nesse caso, você verá a seguinte mensagem no arquivo bg-ca.log:
    A configuração da conformidade da assinatura está incompleta. Entre em contato com o administrador do sistema para concluí-la, em Opções do sistema.
  • A publicação dos dados de telemetria para a CA Technologies não foi bem-sucedida
    Você verá uma mensagem de erro no arquivo bg-ca.log. Se você tiver fornecido endereços de email relevantes no campo
    Email para notificação de erro
    , esses usuários receberão um email do
    Classic PPM
Exibir e configurar as opções dos relatórios avançados
É possível exibir campos de geração de relatórios avançada na seção Relatórios avançados. Essa seção inclui os seguintes campos:
  • URL do servidor de relatórios avançados
  • ID da organização
  • Nome do esquema de banco de dados do
    Classic PPM
  • Nome do esquema do banco de dados do data warehouse
Use essas informações para criar uma conexão com o servidor para Jaspersoft Studio Professional, se você estiver usando essa ferramenta para criação de relatórios de desenvolvimento e domínio.
Para controlar a sincronização de funções dos relatórios avançados do Jaspersoft a partir do
Classic PPM
, selecione a opção Permitir sincronização de funções do Jaspersoft. Quando selecionada, a opção permite que as funções dos relatórios avançados do Jaspersoft sejam sincronizadas com os grupos de acesso correspondentes do
Classic PPM
usando a rotina
Sincronizar funções do Jaspersoft
.
Uma função do Jaspersoft será sincronizado se as seguintes condições forem verdadeiras:
  • A função tem a mesma ID de um grupo de acesso do
    Classic PPM
    .
  • O usuário atribuído à função do Jaspersoft existe no Jaspersoft.
Consulte
Referência às rotinas
para obter mais informações sobre a rotina Sincronizar funções Jaspersoft.
Siga estas etapas:
  1. Clique em
    Administração
    ,
    Configurações gerais
    ,
    Opções do sistema
    .
    A página Opções do sistema é exibida.
  2. Na seção Relatórios avançados, exiba os valores de campos Relatórios avançados.
Criar cores de gráfico personalizadas
É possível criar uma paleta de cores no nível do sistema para permitir que o sistema atribua cores a um gráfico criado. A paleta se aplicará mesmo que você tenha selecionado a opção Usar cores consistentes no gráfico. Se não for possível criar uma paleta de cores para o gráfico, o sistema atribuirá cores ao gráfico usando a paleta de cores padrão.
É possível adicionar uma quantidade ilimitada de cores a uma paleta de cores. Quando você adiciona uma cor à paleta de cores, a paleta de cores personalizada substitui a paleta de cores pronta para uso. Para redefinir a paleta padrão, remova ou esvazie a paleta personalizada. Apenas uma paleta de cores pode estar ativa por vez.
Ao criar uma paleta de cores de gráfico personalizada, você também pode alterar a ordem na qual uma cor é selecionada na paleta. A chave de cores consistentes (selecionada no nível de gráfico) usa essa ordem para distribuir as cores no gráfico. Caso não especifique uma ordem, o sistema usará a ordem em que você atribuiu as cores.
Além disso, você pode excluir as cores personalizadas do gráfico ou reordená-las.
Siga estas etapas:
  1. Clique em
    Administração
    ,
    Configurações gerais
    ,
    Opções do sistema
    .
  2. Na seção Outros da página Opções do sistema, clique no link [Paleta de cores] para o campo Cores do gráfico.
  3. Clique em Novo na página Cores do gráfico.
  4. Preencha os seguintes campos:
    • Nome
      Define um nome para a sua cor.
    • RGB
      Especifica o valor hexadecimal que representa uma cor para o gráfico.
      Exemplo:
      a combinação de caracteres 0000FF especifica a cor azul.
  5. Salve as alterações.
    As alterações são salvas e a página de cores do gráfico é exibida.
  6. Clique em Ordem.
    A página de cores de gráfico é exibida.
  7. Defina a ordem para atribuição das cores na paleta de cores e salve.
Selecionar cores consistentes para o gráfico
Você poderá definir cores de gráfico consistentes no nível do sistema. Por padrão, essa configuração não está ativa.Depois de configurar essa opção de sistema, você poderá usar as cores em um portlet gráfico.
A opção Usar cores consistentes no gráfico especifica se as cores devem ser atribuídas aos gráficos com base na chave de cores consistentes definida no nível do portlet do gráfico. Quando a opção Usar cores consistentes no gráfico está marcada, os campos Chave de cores consistente e Usar cores consistentes são exibidos na página Opções quando você ou outros usuários configuram o portlet do gráfico.
Siga estas etapas:
  1. Clique em
    Administração
    ,
    Configurações gerais
    ,
    Opções do sistema
    .
  2. Na seção Outros da página Opções do sistema, selecione
    Usar cores consistentes no gráfico
    .
  3. Salve as alterações.
  4. Configure um portlet gráfico para usar cores consistentes. Para obter detalhes, consulte
    Configurar Cores consistentes para portlets gráficos do Studio
    , na Referência do
    Clarity
    Studio.
Alterar o nome de uma empresa
É possível alterar o nome da empresa que é exibido na página Sobre do
Classic PPM
.
Siga estas etapas:
  1. Clique em
    Administração
    ,
    Configurações gerais
    ,
    Opções do sistema
    .
  2. Na seção Outros da página Opções do sistema, preencha o seguinte campo:
    • Nome da empresa
      Define o que será exibido como o nome da sua empresa na página Sobre do
      Classic PPM
      .
      Limite:
      80 caracteres
  3. Salve as alterações.
Ativar links de TSV (exportar para o Microsoft Excel)
Selecione a opção Ativar links de TSV para exportação para o Excel para exportar tanto os dados de TSV quanto os links de TSV para o Excel. Somente o número permitido de links de TSV é exibido. Desative essa opção para exportar apenas os dados de TSV e não os links de TSV.
O Microsoft Excel oferece suporte a até 65.530 HREFs (Hypertext References - Referências a Hipertexto). Ao exportar dados do
Classic PPM
para o Microsoft Excel, as células com hiperlink não aparecem como links quando a contagem de linhas excede esse limite. Se o número de links TSV exceder esse limite, uma mensagem de erro será exibida para alertar você.
É possível adicionar, alterar e excluir os links exibidos na seção Links para sites das páginas de visão geral. Por padrão, essa seção exibe a seção Fotografia favorita no lado direito da página.
Se você não precisar mais de um link, exclua o link.
Você pode testar o link exibindo links de página na seção Links para sites da página de visão geral.
Siga estas etapas:
  1. Clique em
    Administração
    ,
    Configurações gerais
    ,
    Links para sites
    .
    A página de links é exibida.
  2. Clique em
    Novo
    .
  3. Preencha os campos a seguir e, em seguida, clique em
    Salvar
    :
    • Nome do link
      Define o nome do link da página que é exibido na página de visão geral.
      Limite:
      32 caracteres
    • URL
      Define o endereço da web usado para exibir a página quando se clica no link da página. Insira o link do URL correto, pois o
      Classic PPM
      não valida o URL.
      Limite:
      240 caracteres.
Localizar o
Clarity
em idiomas de suporte que não são mais suportados pela Broadcom (Beta)
Você pode usar o recurso de localização (beta) para localizar a interface do Clarity e do PPM clássico, em idiomas que não são mais oficialmente suportados pela Broadcom. A lista desses idiomas é fornecida abaixo:
  • Tcheco
  • Dinamarquês
  • Término
  • Húngaro
  • Holandês
  • Norueguês
  • Polonês
  • Russo
  • Sueco
  • Turco
  • Chinês - simplificado
  • Chinês - tradicional
  • Coreano
  • Catalão
Você pode usar o recurso de localização (Beta) para executar as seguintes ações:
  1. Exportar legendas do
    Clarity
    de um idioma selecionado para um arquivo zip que pode ser baixado para o sistema local.
  2. Editar os vários arquivos necessários para localizar legendas do
    Clarity
    .
  3. Compactar os arquivos atualizados, para o idioma selecionado, e fazer upload deles no
    Clarity
    para aplicar alterações na legenda especificada.
  4. Redefinir as legendas, de um idioma selecionado, se você tiver feito alterações não intencionais ou se desejar reverter para as legendas prontas para uso.
Estes são alguns pontos importantes que precisam ser lembrados:
  • Atualmente, o recurso de localização está na versão Beta. Você precisa trabalhar com a equipe de suporte do Clarity para ativar esse recurso em seu ambiente.
  • Não é possível substituir legendas para qualquer um dos idiomas oficialmente suportados. Os idiomas oficialmente suportados são:
    • Inglês
    • Alemão
    • Espanhol
    • Francês
    • Italiano
    • Japonês
    • Português do Brasil
Siga estas etapas:
  1. Efetue logon no PPM clássico como administrador e selecione
    Administração
    ,
    Configurações gerais
    ,
    Localização
    . Se você não visualizar a opção Localização, certifique-se de se comunicar com a equipe de suporte do
    Clarity
    para ativar esse recurso em seu ambiente.
  2. Selecione o idioma de destino e clique em
    EXPORTAR LEGENDAS
    . Um arquivo zip será baixado no seu sistema.
  3. Abra os arquivos zip para ver uma lista de arquivos que incluem as legendas usadas no
    Clarity
    .
  4. Use um editor de código-fonte, como o Bloco de notas++, para localizar o arquivo de propriedades relevante que você deseja modificar. Por exemplo, o arquivo "
    ppm_ux_global.properties
    " inclui legendas que são usadas na grade genérica em várias áreas em todo o
    Clarity
    .
  5. Substitua as legendas em inglês pelas legendas localizadas e salve as alterações.
  6. Após concluir todas as alterações, compacte os arquivos e volte para a página Localização.
  7. Selecione o idioma de destino e use a opção
    Escolher arquivo
    para fazer upload do arquivo zip.
  8. Clique em
    FAZER UPLOAD DE LEGENDAS
    para fazer upload do arquivo zip. Assim que o upload estiver concluído, todos os usuários cujas configurações de conta estiverem definidas para o idioma de destino verão as legendas atualizadas no
    Clarity
    .
Gerenciar a conversão de texto do campo
Você pode fornecer localizações em outro idioma para o texto do campo selecionado nas páginas Administração. É possível incluir traduções para idiomas diferentes, com base nas necessidades da sua empresa. A função de conversão está disponível, caso veja o seguinte ícone Converter ao lado de um campo:
image2017-2-27 17:0:9.png
Siga estas etapas:
  1. Clique no ícone
    Converter
    ao lado de qualquer campo que suporte esta opção.
    Por exemplo, o ícone Converter é exibido com o campo Nome da ação. Clique em Administração, Administração de dados, Processos e selecione um processo (ou crie um processo). Clique em Etapa de início e selecione uma das ações (ou crie e salve uma ação). O campo Nome da ação mostra o ícone Converter.
  2. Forneça a localização de texto do campo para cada idioma necessário.
  3. Clique em
    Salvar e voltar
    .