Clarity: configurar blueprints para projetos

ccppmop1593
HID_newux_admin_blueprints
Como administrador do aplicativo ou criador de conteúdo do PMO, use os blueprints para configurar layouts para diferentes tipos de projeto.Você pode copiar e configurar blueprints que refletem as metas de cada unidade de negócios da sua organização.
Você pode associar modelos de projeto a blueprints de projeto. Quando os usuários criam projetos a partir desses modelos, os detalhes do projeto do blueprint são exibidos.As partes interessadas de uma unidade de negócios veem apenas as seções, os campos, as visualizações e os módulos relevantes para seus projetos.
Dependendo dos seus direitos de acesso, como proprietário do aplicativo, você poderá configurar os recursos de blueprint no
Clarity
. Verifique se você tem os direitos apropriados para configurar os blueprints.Consulte Direitos de acesso do
Clarity
na seção Referência.
2
Exemplo: usando blueprints de projeto
Como proprietário de um aplicativo, Ian está integrando uma nova unidade de negócios de marketing. A nova unidade de negócios tem requisitos exclusivos para capturar dados específicos ao planejar e executar projetos. Para facilitar a adoção da nova unidade de negócios, Ian copia o blueprint do Projeto padrão para criar o blueprint de marketing. De acordo com as opções disponíveis, Ian se reúne com várias partes interessadas para finalizar os detalhes. Ele elabora os detalhes do projeto de marketing de forma que somente os campos relevantes para os projetos de marketing sejam exibidos. Por exemplo, Ian inclui os campos Segmentos de destino e Data de lançamento do piloto.
Ian configura o blueprint com base nos resultados da reunião diária. Depois de uma semana, Ian finalmente se sente confortável para publicar o blueprint para que possa associar modelos a ele. Teresa, gerente de projeto sênior, criou vários modelos para diferentes tipos de projeto no
Classic PPM
. Ian associa o modelo Feira de negócios de marketing ao novo blueprint de marketing. Nicole, gerente de projeto de marketing, cria um projeto com base no modelo Feira de negócios de marketing. Quando Nicole exibe seu novo projeto, os detalhes do projeto mostram os campos que Ian configurou para os tipos de projeto que ela gerencia.
Destaques do recurso: blueprints de projeto
Feature Blueprints.jpg
c1.png
Ir para
: no menu principal, clique em
Administração
e, em seguida, clique em
Blueprints
.
c2-new.png
Copy a Blueprint
: é possível exibir, mas não é possível configurar o blueprint padrão do projeto. No entanto, você pode fazer uma cópia e editá-la. Clique no menu Opções para copiar, renomear ou excluir um blueprint (não é possível excluir o blueprint padrão). Também é possível tornar padrão outro blueprint. Quando os usuários criam mais projetos, eles devem selecionar um modelo. O blueprint padrão determina as seções, os campos, as visualizações e os módulos exibidos.
c3.png
Move Templates
: você pode arrastar e soltar modelos de um blueprint a outro.
c4.png
Edit and Publish
: abra um blueprint copiado e clique em Editar. É possível definir os detalhes do layout, as visualizações e os módulos. Quando você clica em Publicar, suas alterações aparecem nos modelos que determinam a funcionalidade e a aparência dos projetos atuais e futuros.
c5.png
Sections and Fields
: você pode adicionar e remover seções no layout do projeto. Neste exemplo, um usuário arrasta um campo em uma seção e o solta perto de um campo adjacente. Você pode ajustar a posição e redimensionar os campos como desejar.
c6.png
Visualizações
: você pode arrastar e soltar até três indicadores visuais que aparecem nos blocos de projeto.
c7.png
Módulos
: especifique vários módulos, ou pelo menos um, que sejam exibidos quando os usuários abrem um projeto. Os primeiros quatro módulos aparecem nos blocos do projeto.
Exibir blueprints em uma lista
Por padrão, o blueprint Projeto padrão está disponível com o produto. Ian pode configurar blueprints adicionais copiando o blueprint Projeto padrão ou qualquer outro blueprint personalizado configurado anteriormente. Os blueprints disponíveis e configurados são listados com os seguintes detalhes:
  • Última utilização:
    especifica a data em que um projeto foi criado pela última de um modelo que está associado ao blueprint.
  • Projetos usando
    : define o número de projetos que estão atualmente associados ao blueprint.
  • Modificado por:
    especifica o usuário conectado que configurou o blueprint pela última vez.
  • Publicado:
    especifica a data em que os detalhes do blueprint foram publicados para uso pelos modelos de projeto.
Siga estas etapas:
  1. Clique em
    Administração
    .
  2. Clique em
    Blueprints
    para ver todos os blueprints disponíveis.
  3. Expanda um blueprint para visualizar todos os modelos de projeto associados.
    1. Clique nas setas duplas na parte superior para expandir ou recolher todos os blueprints listados.
    2. Clique na seta simples ao lado de um blueprint para expandir ou recolher apenas esse único blueprint.
  4. Clique no menu
    ⋮ Ações
    à direita da data da última publicação de um blueprint para copiar, renomear ou excluir o blueprint, ou para torná-lo o padrão.
    Não é possível renomear ou excluir o blueprint Projeto padrão, no entanto, é possível fazer uma cópia e editá-la.
Indicadores visuais para componentes do blueprint
Os seguintes tratamentos visuais aplicam-se a componentes de blueprint (campos, visualizações e módulos):
  • O plano de fundo branco e a fonte preta indicam um componente ativo que
    não
    é usado no blueprint.
  • O plano de fundo branco e a fonte cinza indicam um componente ativo usado no blueprint.
  • O plano de fundo cinza e a fonte preta indicam um componente inativo que
    não
    é usado no blueprint.
  • O plano de fundo cinza e a fonte cinza indicam componentes inativos usados no blueprint. Os componentes inativos não ficam visíveis para os usuários nos detalhes do projeto.
  • Asteriscos (*) indicam campos obrigatórios.
Filtrar e pesquisar blueprints
Você pode filtrar a lista de blueprints de acordo com os seguintes critérios:
  • Blueprint
    : selecione um ou mais blueprints para exibir na lista.
  • Modelo
    : selecione um ou mais modelos ativos que estejam associados aos blueprints listados. Somente os modelos selecionados serão exibidos para os blueprints.Só será possível selecionar nomes de modelos ativos para filtrar modelos específicos. Não é possível filtrar modelos inativos por nome. Só é possível filtrar modelos inativos por status.
  • Status de
    modelo
    ativo
    : selecione Ativo, Inativo ou ambos os tipos de modelo para exibir para os blueprints listados. Por padrão, são exibidos apenas os modelos ativos.
  • Tipo de blueprint
    : selecione o tipo de blueprint para exibir na lista.
Você também pode usar o campo Pesquisar para pesquisar blueprints por nome. O aplicativo preserva as seleções de filtro em todas as sessões de logon individuais.
Blueprint Projeto padrão
O blueprint Projeto
padrão
é o blueprint predefinido do sistema que você não pode configurar ou excluir. Todos os modelos existentes são associadas ao blueprint Projeto padrão. Inicialmente, o blueprint Projeto padrão também é marcado como blueprint
padrão
. Com o direito de edição do blueprint, você pode associar os modelos de projeto ao blueprint Projeto padrão. Não é necessário ter direitos de edição do investimento para mover ou associar um modelo de projeto em um blueprint.
Detalhes do projeto padrão
O blueprint Projeto padrão inclui os detalhes a seguir. Os mesmos detalhes são exibidos na página Propriedades de um projeto que está associado ao blueprint Projeto padrão.
  • Detalhes do Resumo do projeto:
    • Nome do projeto
      Define o nome do projeto.
    • ID do projeto
      Define o identificador exclusivo do projeto. A ID é gerada automaticamente usando a numeração automática.
    • Tipo de projeto
      Define o tipo de projeto com base no modelo que foi usado, como Implantação da infraestrutura.
    • Status do trabalho
      Define o status do projeto
    • Início/Término
      Define as datas de início e de término do projeto.
    • Objetivo
      Define o objetivo de negócios do projeto.
  • Detalhes das partes interessadas:
    • Gerente
      Define as partes interessadas que gerenciam o ciclo de vida do projeto.
    • Patrocinador
      Define as partes interessadas que avaliam os benefícios técnicos e funcionais e que analisam o custo-benefício do projeto.
    • PMO
      Define as partes interessadas que revisam e aprovam o projeto.
    • Finanças e governança
      Define as partes interessadas que revisam as visualizações agregadas de todos os projetos na unidade e tomam as decisões de orçamento.
  • Detalhes das configurações:
    • Modo de acompanhamento
      Define o modo de rastreamento do tempo para o projeto. Os recursos usam o método definido para inserir o tempo gasto nas tarefas do projeto.
    • Aberto para entrada de horas
      Especifica se os recursos podem rastrear o tempo gasto no projeto usando planilhas de horas
    • Ativo
      Especifica se o projeto está disponível para uso no sistema. Você só pode atribuir recursos e fazer o processamento financeiro de um projeto ativo.
    • Cor do banner
      Define a cor que aparece na parte superior dos blocos do projeto.
Visualizações do Projeto padrão
O blueprint Projeto padrão inclui as seguintes visualizações:
  • Esforço gasto
  • Orçamento gasto
  • Próximo marco
Módulos do Projeto padrão
O blueprint Projeto padrão inclui os módulos a seguir. Os mesmos módulos serão exibidos como ícones clicáveis no bloco de um projeto que estiver associado ao blueprint Projeto padrão.
  • Conversas
  • Tarefas
  • Links
  • Status
  • Finanças
  • Riscos
  • Ocorrências
  • Alterações
  • Documentos
  • Propriedades
  • Equipe
  • Lista de tarefas
Definir o blueprint padrão
Designe um blueprint como padrão para a sua organização. Todos os projetos existentes que não estiverem associados a nenhum blueprint serão associados ao blueprint padrão atual. Após a atualização, se um projeto for marcado como um modelo e não tiver uma associação de blueprint, ele será associado ao blueprint padrão atual.
Você pode designar o blueprint Projeto padrão ou qualquer outro blueprint como padrão. Na página da lista de blueprints, clique no menu
⋮ Ações
do blueprint e selecione Tornar padrão. O banner Padrão aparecerá ao lado do nome do blueprint. Apenas um blueprint pode ser o padrão.
Quando você marcar outro blueprint como o padrão, o existente deixará de ser o padrão.
Associar modelos a blueprints
Um modelo é usado para criar projetos. Os detalhes do projeto são exibidos aos usuários finais com base no blueprint associado. Você pode associar um modelo a apenas um blueprint.
Inicialmente, todos os modelos existentes são associados ao blueprint Projeto padrão, por padrão. Dependendo dos requisitos de negócios, é possível alterar uma associação de modelo de um blueprint para outro. Os projetos existentes que estiverem associados a um blueprint não serão alterados. Apenas novos projetos usam a nova associação do blueprint para exibir detalhes.
Use o recurso arrastar e soltar para mover um modelo de um blueprint para outro.
Copiar um blueprint
Crie um blueprint copiando o blueprint Projeto
padrão
ou qualquer outro definido pelo usuário. No menu de
Ações
do blueprint, clique em
Copiar
. O blueprint será criado com um identificador exclusivo por meio da numeração automática. A cópia também inclui os detalhes, visualizações e módulos do blueprint existente. Você pode editar a cópia e associar um ou mais modelos de projeto a ela, em vez de usar sempre o blueprint padrão.
Editar um blueprint
É possível renomear ou editar a configuração de um blueprint definido pelo usuário. Não é possível editar ou excluir o blueprint padrão dos projetos.
É possível
renomear o blueprint padrão dos projetos.
Adicionar campos de projeto a um blueprint
Você pode adicionar atributos ao objeto do projeto no
Classic PPM
. Os atributos estão disponíveis para configuração nos blueprints do projeto.
  • Para configurar um blueprint, verifique se todos os campos necessários estão disponíveis para o blueprint. Por exemplo, para configurar um blueprint para os projetos de marketing, verifique se todos os campos relacionados a marketing foram adicionados ao Projeto no
    Classic PPM
    .
  • Ative os campos para o acesso à API especificando a ID de atributo da API nos detalhes do atributo. Consulte
    Objetos e atributos do
    Classic PPM
    Studio
    para obter detalhes.
  • Também é possível adicionar campos do ORG aos blueprints e ativá-los para o acesso à API. Consulte Configurar ORG (Organizational Breakdown Structure – Organograma) para obter detalhes sobre como criar um ORG e associá-lo ao objeto do projeto.
Os seguintes atributos de projeto não estão disponíveis para exibição na lista de campos de blueprint:
  • Método de cálculo do % concluído
  • Custo real
  • Aprovado
  • ID ativa do blueprint
  • Custo do capital orçado
  • Fim do custo orçado (data)
  • Início do custo orçado (data)
  • Custo total orçado
  • Custo operacional orçado
  • Código da moeda
  • Soma de ENT para recursos de mão-de-obra
  • Soma de EPT para recursos de mão-de-obra
  • Investimentos em uso    
  • Usados pela última vez   
  • Layout da página
  • Total do custo planejado
  • Nível de prioridade
  • Andamento
  • Categoria do projeto
  • Status
  • Modelo
Remover atributos de campo do blueprint de projeto
Para remover um atributo personalizado para que ele não apareça mais no painel de coluna da grade ou nos blueprints, desative o atributo personalizado no Studio.
Adicionar módulos a blueprints
Se você tiver criado um subobjeto personalizado para o objeto Projeto, adicione-o como um módulo no blueprint Projeto para disponibilizá-lo no
Clarity
. Para obter mais informações sobre subobjetos personalizados, consulte Objetos e atributos do Clarity Studio.
Siga estas etapas:
  1. Vá para
    Administração
    ,
    Blueprint
    .
  2. Clique no nome do blueprint que deseja editar e clique em
    Editar
    .
  3. Selecione a guia
    MÓDULOS
    .
  4. Arraste e solte os módulos relevantes nas caixas em branco para adicioná-los ao blueprint.
    • Serão exibidos apenas subobjetos personalizados que forem ativados para API como módulos.
    • Serão exibidos os subobjetos personalizados de primeiro nível como módulos. Os subobjetos ativados para API de segundo nível são adicionados automaticamente ao painel Detalhes do subobjeto de primeiro nível.
    • O blueprint de um objeto pode incluir um máximo de 50 módulos, incluindo módulos padrão, subobjetos personalizados e canais. Quando você atinge o limite de 50, não é mais possível adicionar módulos ao blueprint. Nesse caso, considere a remoção ou combinação dos módulos menos usados.
  5. Clique em
    Publicar
    para salvar suas alterações e torná-las disponíveis aos projetos.
  6. Abra um projeto que esteja usando o blueprint que você acabou de editar. Para obter mais informações sobre como identificar o blueprint associado a um projeto, consulte Identificar o blueprint de um projeto.
    Você verá os objetos personalizados aparecerem como módulos.
Editar detalhes do blueprint
Siga estas etapas:
  1. Na lista de blueprints, clique no nome do blueprint que deseja editar.
  2. Na página de detalhes que exibir o layout do blueprint publicado no momento, clique em
    Editar
    .
  3. Edite os detalhes do blueprint:
    • Arraste e solte os campos disponíveis da lista Campos para uma seção existente dentro do blueprint. Use a opção Pesquisar para procurar por campos específicos por nome de rótulo. Redimensione qualquer campo do layout usando o triângulo sombreado que aparece no canto inferior direito do campo.
    • Arraste e solte os campos de uma seção de layout do blueprint para outra seção.
    • Arraste e solte campos das seções de layout do blueprint de volta à lista de campos. Você também pode clicar no X de um campo em uma seção para remover esse campo. O campo voltará a ficar disponível.
    • Exclua uma seção com ou sem campos. Todos os campos dessa seção serão removidos do layout e voltarão a ficar disponíveis para seleção no painel Campos.
    • Arraste uma seção existente para cima ou para baixo dentro do blueprint para reorganizar as seções. Todos os campos que estiverem contidos na seção também serão movidos para o novo local.
    • Adicione uma seção clicando em Adicionar seção ou arraste e solte o botão Adicionar seção no local em que desejar adicionar uma seção.
  4. Se não estiver certo das alterações, descarte as edições. As edições serão excluídas e a exibição de detalhes do blueprint será revertida para a versão publicada no momento.
  5. Clique em
    Publicar
    para salvar suas alterações e tornar o novo layout disponível para os projetos. Todos os projetos associados a este blueprint exibirão o novo layout.
Editar visualizações do blueprint
Os blocos do projeto exibem as visualizações na forma gráficos de anel, widgets de data ou ícones. Para cada blueprint, você pode mostrar, ocultar, alterar ou reordenar as visualizações que são exibidas nos blocos do projeto.
Configure as visualizações que estão alinhadas às metas do projeto para uma determinada unidade de negócios ou tema.
Exemplos
: um departamento de TI gerencia projetos complexos e normalmente prefere ver medidores que reflitam as métricas tradicionais de custo (Orçamento gasto) e cronograma (Esforço gasto). Um departamento de marketing gerencia os lançamentos de produtos e as feiras de negócios e prefere visualizações orientadas ao andamento, como Dias restantes.
As seguintes visualizações estão disponíveis:
  • % concluído
    Define a porcentagem de trabalho concluído no projeto. O gráfico se baseia no campo % concluído que pode ser configurado para a página de detalhes do projeto.
  • Orçamento restante
    Define a quantidade de orçamento restante para o projeto, calculada como Custo restante total/Custo total orçado.
  • Orçamento gasto
    Define o valor do orçamento gasto no projeto, calculado como Custo real total/Custo total orçado.
  • Dias restantes
    Define o número de dias restantes no projeto. Se a data atual for anterior à data de início do projeto, os dias restantes serão a data de término do projeto menos a data de início do projeto. Se a data atual for posterior à data de início do projeto, mas anterior à data de término do projeto, os dias restantes serão a data de término do projeto menos a data atual. Em todos os outros casos, o valor é zero.
  • Dias para iniciar
    Define o número de dias até que o projeto seja iniciado (a data de início do projeto - a data atual, desde que a data de início do projeto seja posterior à data atual). Se a data atual for posterior à data de início ou se a data de início não estiver definida, o valor será zero.
  • Esforço restante
    Define as horas restantes no projeto, calculadas como o Total de unidades restantes/Total de unidades orçadas ou (ENT - Real)/ENT. Se a ENT (Estimate At Completion - Estimativa no Término) for zero ou valor nulo, o valor do esforço restante será zero. Se o Real for maior que a ENT, o valor do esforço restante será negativo.
  • Esforço gasto
    Define as horas gastas, calculadas como Horas trabalhadas de mão-de-obra/Esforço total. As horas trabalhadas de mão-de-obra é a soma de todas as horas trabalhadas registradas para os recursos de mão-de-obra. O esforço total é o ENT total do projeto.
  • Data de término
    Define a data de término do projeto.
  • Próximo marco
    Exibe a data do próximo marco após a data atual. Se não existir nenhum marco ou se todos os marcos forem do passado, o produto usará a data de término do projeto.
  • Data de início
    Define a data de término do projeto.
Siga estas etapas:
  1. Na lista de blueprints, clique no nome de um blueprint.
  2. Na página de detalhes, clique em
    Visualizações
    .
  3. Clique em
    Editar
    para configurar as visualizações para o layout do bloco do projeto:
    • Selecione ao menos um e até três visualizações.
    • Arraste uma visualização disponível na lista Visualizações e solte-a em uma visualização existente no bloco do projeto para substituí-la.
    • Use a caixa Pesquisar para procurar por visualizações específicas por nome de rótulo.
    • Arraste e solte visualizações do bloco do projeto de volta para a lista de visualizações. Você também pode clicar no X de uma visualização no bloco do projeto para removê-la do bloco. A visualização voltará a estar disponível.
    • Reorganize as visualizações com o bloco do projeto arrastando e soltando.
  4. Descarte as edições ou publique para salvar as alterações.
Editar módulos do blueprint
É possível configurar até 4 (quatro) módulos de blueprint para serem exibidos como ícones na parte inferior de cada bloco de projeto. Os ícones permitem que os usuários vão diretamente para um módulo, como Conversas ou Tarefas, sem ter que primeiro navegar em um módulo e depois em outro.
Quando um usuário clica em uma área do bloco do projeto que não é um link de módulo (por exemplo, a cor do banner ou um dos medidores), o produto leva o usuário para o primeiro módulo configurado para o blueprint. Por exemplo, se você configurar os módulos a seguir para um blueprint na ordem da esquerda para a direita, o usuário será levado ao módulo Relatório de Status do projeto:
  • Relatório de status
  • Propriedades
  • Finanças
  • Conversas
Da mesma forma, quando um usuário criar um projeto no
Clarity
, após inserir o nome do projeto, o produto irá conduzi-lo ao primeiro módulo, tomando como base a configuração do blueprint.
Ao menos um módulo é necessário para exibição no bloco do projeto. Um máximo de quatro módulos aparecem nos blocos do projeto na ordem de sua configuração. Os módulos restantes são exibidos como guias dentro de um projeto.
Especificar os campos necessários para criar um projeto
O blueprint de projeto inclui um módulo Create from Template. Os administradores podem usá-lo para configurar todos os campos prontos para uso e personalizados que os usuários precisam preencher quando eles criam um novo projeto a partir de um modelo.
Alguns pontos importantes que devem ser lembrados ao usar o módulo Create From Template são:
  • Todos os campos obrigatórios do projeto serão exibidos na tela, contanto que eles não tenham um conjunto de valores padrão ou numeração automática.
  • Os administradores não podem remover campos obrigatórios sem valores padrão ou numeração automática da seção Novo projeto.
  • Os administradores não podem adicionar o campo Blueprint à seção Novo projeto.
  • Nessa release, não é possível adicionar os campos de valor na escala de valores, de pesquisas de parâmetros com valores múltiplos e de anexos à seção Create From Template.
Siga estas etapas:
  1. Vá para o blueprint de projeto existente para criar uma cópia do blueprint de projeto padrão.
  2. Certifique-se de que o modelo relevante esteja associado ao blueprint.
  3. Abra o blueprint e selecione a guia
    Create from Template
    .
  4. Clique em
    Editar
    .
  5. Localize e adicione os campos relevantes à seção
    Novo projeto
    .
  6. Clique em
    Publicar
    para salvar as alterações.
Publicar um blueprint
Quando você publica um blueprint, todas as edições em andamento relativas aos detalhes, às visualizações e aos módulos são publicadas ao mesmo tempo. Todos os projetos que estiverem associados ao blueprint exibirão o layout mais recente que estiver configurado para o blueprint.
Atualmente, o
Clarity
oferece suporte a 50 módulos, 25 visualizações e 200 atributos para o blueprint de projeto.
Excluir um blueprint
Com os direitos de acesso apropriados, você poderá excluir qualquer blueprint definido pelo usuário. Se você excluir um plano que não seja o padrão, todos os modelos e projetos que estiverem associados ao blueprint serão reassociados ao blueprint padrão atual. Se o blueprint Projeto padrão for o padrão, todos os modelos e projetos serão associados a ele. Se você excluir um blueprint padrão definido pelo usuário, os modelos e projetos associados também serão reassociados ao blueprint Projeto padrão. O blueprint Projeto padrão se tornará o novo padrão. Não é possível excluir o blueprint Projeto padrão.
Identificar o blueprint para um projeto
À medida que trabalhar com blueprints, modelos e projetos, talvez você queira ter uma maneira rápida de identificar e alterar o blueprint associado a um projeto.
Siga estas etapas:
  1. No menu principal do
    Clarity
    , clique em Projetos.
  2. Alterne para o layout de grade e clique no Painel de colunas.
  3. Pesquise e selecione o atributo Blueprint.
    O atributo Blueprint é adicionado como uma coluna na grade. Agora, é possível ver os blueprints associados a cada projeto
Os projetos que não têm um valor no campo Blueprint não têm um blueprint associado. Se você abrir um desses projetos no
Clarity
, ele herdará os detalhes, visualizações e módulos definidos no blueprint
padrão
. Após uma atualização do
Clarity
15.2 e de releases anteriores, o
Clarity
passou a usar automaticamente o blueprint
padrão
ao abrir os projetos.
Opções
: você pode optar por permitir que a livre associação padrão seja mantida ou pode configurar o projeto para seja associado a um modelo ou blueprint diferente. Se você criar um blueprint e marcá-lo como o padrão, recomendamos que você também mova seus modelos para esse blueprint padrão antes que os usuários criem projetos. Se os modelos não forem exibidos sob um blueprint, os novos projetos não terão uma associação de blueprint e serão revertidos para o layout do blueprint padrão definido no momento.
Exemplo
: todos os quatro (4) projetos abaixo provenientes da release 15.2 foram atualizados para a 15.3 ou mais recente. Sua
ID ativa do blueprint
* está definida como o blueprint
padrão
atual. Logo após a atualização, ele era o
Projeto padrão
, mas posteriormente foi alterado no
Clarity
para
(Cópia de) Projeto padrão
. Sempre que você alterar o blueprint padrão ou criar outro blueprint e marcá-lo como o padrão, esses projetos continuarão adotando a aparência do blueprint padrão. Para interromper a livre associação com o blueprint padrão, configure o Blueprint do primeiro projeto (Aprimoramentos na segurança automatizada) como Projeto padrão. O aplicativo atualizará a ID ativa do blueprint imediatamente para que corresponda. Se você alterar o Modelo do projeto (por exemplo, alterar um valor em branco para Modelo de projeto principal), a livre associação ao blueprint padrão será mantida, mesmo que o blueprint padrão não inclua o Modelo de projeto principal.
image2019-5-22_14-11-54.png
*A ID ativa do blueprint é um atributo virtual opcional disponível no
Classic PPM
Criando e executando regras de negócios
Os administradores podem criar regras de negócios em Blueprints a fim de controlar os módulos ou seções exibidos para os usuários finais. As regras de negócios aplicam-se a projetos, investimentos personalizados, ideias e objetos mestre personalizados. Vamos considerar um exemplo em que o administrador deseja mostrar a seção de resumo executivo no módulo Propriedades somente quando as seguintes condições são atendidas:
  • O usuário é um integrante do grupo de gerentes de portfólio do PMO
  • O ROI é maior que 200%
  • A prioridade da corporação é alta
  • O investimento está ativo
Quando você define regras de negócios, é necessário executar três etapas principais:
  1. Definir uma condição: você usa o filtro genérico para definir todas as condições que disparam a regra de negócios. Nessa release, é possível especificar as condições com base em:
    1. Grupos de acesso: você pode especificar que um módulo ou uma seção serão ocultados somente de integrantes de:
      1. Grupos selecionados
      2. Todos os grupos, exceto o grupo selecionado
        Em nosso exemplo, especificaremos a condição de que o grupo de acesso não deve ser igual ao gerente de portfólio do PMO.
    2. Atributos: é possível especificar valores para um ou mais atributos do Clarity. Em nosso exemplo, especificaremos as condições relevantes para o ROI, a prioridade da corporação e os atributos ativos.
      Você pode usar as opções Corresponder tudo ou Corresponder qualquer para criar condições compostas que incluam vários grupos e atributos. Para saber mais sobre filtros genéricos e opções de correspondência, consulte Componentes comuns. Em nosso exemplo, usaremos a opção Corresponder tudo.
  2. Definir ações: nessa release do Clarity, as ações permitem ocultar módulos e seções. As ações serão executadas apenas quando a condição for disparada. Em nosso exemplo, usaremos a ação Ocultar seções.
  3. Definir alvos da ação: os alvos da ação especificam os módulos ou as seções que podem ser ocultados quando a condição é disparada. Em nosso exemplo, selecionaremos a seção de resumo executivo para ocultá-la.
Em nosso exemplo, estamos ocultando a seção de resumo executivo de todos os grupos, exceto do grupo de gerentes de portfólio do PMO. Os integrantes desse grupo verão a seção somente quando o ROI for maior que 200% e a prioridade da corporação for alta.
Siga estas etapas:
  1. Efetue logon no Clarity.
  2. Clique em
    Administração
    e selecione
    Blueprints
    .
  3. Selecione o blueprint relevante para abri-lo e clique em
    Editar
    .
  4. Vá para a guia
    Regras
    e selecione
    Nova regra
    .
  5. Na janela Nova regra, digite o nome e a descrição da regra.
  6. Na seção Condições, use a lista suspensa para especificar a condição que dispara a regra.
  7. Use a opção Corresponder tudo ou Corresponder qualquer para finalizar a condição.
  8. Na seção Ações, selecione a ação relevante.
  9. Defina os alvos da ação especificando as seções e os módulos que você deseja ocultar.
  10. Clique em
    Criar
    . Se a sintaxe da regra estiver correta, a regra será ativada depois que você clicar em Criar.
  11. Na guia Regras, certifique-se de que a regra esteja ativada para que ela seja aplicada a todos os investimentos associados ao blueprint.
  12. Clique em
    Publicar
    para atualizar as alterações no blueprint.
Estes são alguns cenários em que serão exibidas mensagens de erro ou de aviso para regras comerciais:
  • Você definiu apenas uma ação e o alvo da ação está ausente.
  • Você definiu apenas uma condição e o valor da condição está ausente.
  • Um administrador exclui ou desativa um atributo que foi usado em uma regra.
  • As regras de negócios aplicam-se a projetos, investimentos personalizados, ideias e objetos mestre personalizados.
  • Quando você seleciona um atributo na seção Condições, os seguintes atributos são disponibilizados:
    • Pesquisas de valor único (estáticas e dinâmicas)
    • Booleano
    • Sequências de caracteres
    • postal
    • Pesquisa de valores dependentes estáticos
    • Pesquisas parametrizadas
  • Só é possível configurar ações para módulos ativos associados ao blueprint.
  • Depois de editar uma regra, é necessário publicá-la novamente para ativá-la para o usuário final.
  • As informações do blueprint são armazenadas em cache por sessão do usuário. Os usuários finais talvez precisem efetuar logon e logoff ou fazer uma atualização do navegador para ver as novas alterações de regra de negócios que foram publicadas.
  • A execução da regra pelo usuário final não atualizará dinamicamente a UI logo depois que a regra for disparada – os usuários precisarão sair e voltar, ou atualizar o navegador para ver o módulo ou a seção ocultado(a). Faremos uma investigação em uma release futura para fornecer uma atualização dinâmica assim que a regra for disparada.
  • Se você implementou a segurança no nível de campo
    • Os campos estarão disponíveis para o administrador que está configurando as regras de negócios.
    • A regra será aplicada, mas a segurança no nível de campo será considerada quando a regra for executada.
  • Sempre que uma seção, um módulo, um grupo do Clarity ou atributos personalizados são desativados ou removidos, o administrador deve revisar todas as regras para garantir que elas continuem funcionando como devem.
Usar regras de negócios para tornar um registro somente leitura
Agora você pode configurar regras de negócios para marcar um registro como somente leitura no Clarity se as condições definidas na regra de negócios forem atendidas. Considere um exemplo em que deseja que o registro seja somente leitura quando o atributo Ativo estiver definido como Não. Você pode definir a condição relevante e a ação Desativar o registro de edição.
Estes são alguns pontos importantes que precisam ser lembrados:
  • A regra de negócios impede que o registro seja editado apenas usando o Clarity. Ainda é possível editar o registro usando o PPM clássico, o XOG, as APIs REST ou Processos.
  • É recomendável adicionar um "Grupo de acesso" à sua condição de regra, no caso de ser necessário que determinados usuários façam atualizações ou reabram o registro para edição.
  • Você poderá mostrar e ocultar módulos associados a um registro somente leitura com base nas regras de negócios.
  • Se uma regra de negócios tornar um registro somente leitura, mesmo os usuários com acesso de edição FLS não poderão editar o registro.
  • Um usuário com acesso de exclusão pode excluir um registro somente leitura.
  • Se você usar a opção de edição de seleção múltipla e selecionar registros somente leitura, eles não estarão disponíveis na caixa de diálogo Edição em massa.
Siga estas etapas:
  • Efetue logon no Clarity.
  • Clique em
    Administração
    e selecione
    Blueprints
    .
  • Selecione o blueprint relevante para abri-lo e clique em
    Editar
    .
  • Vá para a guia
    Regras
    e selecione
    Nova regra
    .
  • Na janela Nova regra, digite o nome e a descrição da regra.
  • Na seção Condições, use a lista suspensa para especificar a condição que dispara a regra.
  • Use a opção Corresponder tudo ou Corresponder qualquer para finalizar a condição.
  • Na seção Ações, selecione Desativar o registro de edição.
  • Clique em
    Criar
    . Se a sintaxe da regra estiver correta, a regra será ativada depois que você clicar em Criar.
  • Na guia Regras, certifique-se de que a regra esteja ativada para que ela seja aplicada a todos os investimentos associados ao blueprint.
  • Clique em
    Publicar
    para atualizar as alterações no blueprint.
Impor atributos necessários para projetos
Nas versões anteriores do Clarity, era possível exigir que os usuários preenchessem um atributo durante a criação de um projeto no Clarity. No entanto, não era possível garantir que o atributo fosse obrigatório todas as vezes que um usuário atualizava o projeto.
Nas releases 15.9.3 e superiores do Clarity, é possível usar a condição Sempre verdadeiro nas regras de negócios para adicionar uma ação de atributos necessários. Isso garante que o Clarity não permita que você atualize registros se o atributo necessário não for preenchido.
Se você selecionar o sinalizador Sempre verdadeiro, não será possível especificar qualquer outra condição na regra de negócios. Você poderá escolher apenas a ação de atributos necessários e selecionar os atributos relevantes.
Alguns dos principais pontos dos quais você precisa se lembrar são:
  • A condição Sempre verdadeiro nas regras de negócios é aplicável somente a projetos.
  • Não é possível selecionar atributos somente leitura e atributos numerados automaticamente na seção Atributos necessários.
  • Se os usuários criarem um projeto sem usar a caixa de diálogo modal Criar a partir do modelo, o Clarity não adicionará automaticamente os campos necessários aos layouts de grade ou painel. Os usuários receberão um erro de tempo de execução solicitando que eles adicionem os valores. O Clarity verifica o PPM clássico e as regras de negócios antes de mostrar as mensagens de erro de tempo de execução.
  • Você não verá nenhum asterisco nem indicador visual associado aos atributos selecionados na seção Atributos necessários. Isso se aplica ao layout da grade, ao layout de painel, ao painel de detalhes e ao módulo de propriedades.
  • Não é possível impor essa regra nos seguintes tipos de dado: anexos, TSV, calculados/agregados/fórmula, booleano, atributos de Studio somente leitura, campos de numeração automática e campos rich text.
Associando processos a blueprints
Linked
Você pode usar a guia Ações para associar os processos relevantes ao blueprint. Só será possível associar um processo quando as seguintes condições forem atendidas:
  • O processo estiver ativo.
  • O processo estiver associado ao objeto, ou incluir um script personalizado (GEL).
  • Você tiver acesso ao processo.
Siga estas etapas:
  1. Abra a página Administração no Clarity e selecione
    Blueprints
    .
  2. Na lista de blueprints, clique no nome do blueprint que deseja editar.
  3. Na página Propriedades que exibe o layout do blueprint publicado no momento, clique em
    Editar
    .
  4. Selecione a guia
    Ações
    .
  5. Clique em
    Adicionar processo
    para ver uma lista de processos disponíveis para esse blueprint.
  6. Selecione os processos relevantes e clique em
    Adicionar
    .
  7. Use o campo
    Ordem
    para definir um valor manual para esse processo. Esse valor determinará a sequência em que o processo será exibido quando os usuários desejarem executá-lo usando o botão Ações na instância de objeto relevante.
  8. Clique em
    Publicar
    para salvar as alterações.
Usar canais para incorporar conteúdo externo
Use canais para incorporar conteúdo de outra fonte, como site externo, aplicativo ou relatórios de investimento contextuais do PPM clássico no Clarity. É possível interagir com o conteúdo e tomar decisões de negócios conscientes sem sair de um investimento no Clarity.
Como administrador, você pode adicionar um canal ao blueprint e configurar um máximo de quinze (15) canais. Após a criação de um canal, é possível encontrá-lo no painel Módulos. Após a publicação do blueprint, o canal recentemente criado aparece como uma página com guias dentro do investimento (Projeto, Investimento personalizado, Ideias) e de Objetos personalizados.
Depois que você adiciona um canal,
não
é preciso arrastar e soltar o novo canal na seção de layout do blueprint; ele é adicionado automaticamente.
Depois de criar 15 canais, talvez você não veja mais o botão Novo canal.
Esta página contém as seguintes seções:
Configurar um canal
Vejamos como é possível adicionar um canal e incorporar conteúdo de outra origem ao Clarity.
  1. Vá para o
    Blueprint
    e clique em
    Editar
    .
  2. Na guia
    Módulos
    , clique em
    Novo canal
    .
  3. Insira informações nestes campos:
    1. Nome do canal
      : digite o nome do canal
    2. URL do canal
      : digite o URL do canal
    3. URLs do referenciador
      : digite um ou mais URLs de referenciador separados por vírgulas. Use os URLs do referenciador quando o URL do canal redirecionar para outro link de autenticação.
      Por exemplo, especifique o URL de autenticação no URL do referenciador se o URL do seu canal exigir logon por SSO.
  4. Clique em
    Visualizar
    para testar o canal.
    Lembre-se de que apenas links concretos podem ser visualizados.
  5. Clique em
    Publicar
    para publicar o blueprint.
    Seu canal foi criado. Peça que os usuários atualizem a sessão do navegador para verem o novo canal como uma página com guias dentro do investimento.
Parâmetros dinâmicos para canais
  • Você pode usar esses parâmetros para construir conteúdo dinâmico dentro de seus canais
    • project id = ${_internalId}
    • projectCode = ${code}
    • project name =${name}
    • project manager =${manager}
    • logged in user =${_userId}
  • Os canais também oferecem suporte a atributos personalizados como parâmetros de entrada, usando o valor de alias da API do atributo, do seguinte tipo de atributo:
    • postal
    • Sequência de caracteres
    • Pesquisa de valor único (com base em NSQL e dados estáticos)
Os canais também oferecem suporte a conteúdo contextual com parâmetros dinâmicos. O conteúdo com parâmetros dinâmicos não é processado no modo de visualização para canais em blueprints, mas os usuários podem vê-lo dentro do investimento.
Usar caminhos relativos em um URL de canal genérico
Ao adicionar um canal para vincular ao PPM clássico, substitua o URL do servidor pela sintaxe HTML que contém dois pontos e uma barra para as referências de caminho relativo em vez de absoluto. Se os dados forem restaurados para outro servidor, o canal continuará a funcionar.
URL original
URL de canal genérico
http://my_clarity.ca.com/niku/nu
../../../../../niku/nu
Exemplo 1:
neste exemplo, você define um link em um canal para a página de processos do projeto do
Classic PPM
:
../../../../../niku/nu#action:projmgr.projectProcessInstances&id=${_internalId}&object_type =project&object_id=${_internalId}&ui.page.space=mainnav.work&ui.page.template=union.appPage
Exemplo 2:
um link para os investimentos do Rally apareceria como se segue:
https://rally1.rallydev.com/#/investments
Exemplo 3:
o exemplo a seguir mostra um link para um relatório do Jaspersoft:
https://clarityserver.ca.com/reportservice/flow.html?_flowId=viewReportFlow&reportUnit= %2Fca_ppm%2Freports%2Fproject_management%2FCSK_PRJ_ProjectStatusSummary &standAlone=true&ParentFolderUri=/ca_ppm/reports/project_management &populateProject=1&projectKey_1=${_internalId}
Canais que se vinculam ao
Classic PPM
com o tema UI Phoenix aplicado
Se você criar um canal que se vincule à interface de usuário do
Classic PPM
e o tema opcional UI Phoenix estiver aplicado, os usuários verão dois menus principais do lado esquerdo da página. Para exibir apenas um menu principal, siga estas etapas:
  1. Edite o blueprint.
  2. Abra o módulo do canal.
  3. Adicione o seguinte parâmetro ao campo
    URL do canal
    :
    &puiFullscreen=on
  4. Para ocultar os itens de menu específicos do projeto, acrescente o seguinte parâmetro:
    &puiHidePPMTabs=on
  5. Salve e publique o blueprint.
image2019-3-19_19-26-6.png
Vídeo: ocultar a navegação e a barra de ferramentas nos canais quando o tema UI Phoenix é aplicado

Dicas de solução de problemas para configuração de canais pelos administradores
  • Antes de visualizar um canal, atualize a página do navegador.
  • Aconselha os usuários a atualizar o navegador depois de publicar um blueprint com canais novos ou modificados.
  • Evite espaços, pontos e vírgulas e caracteres especiais nos URLs de referência.
  • Os URLs de referência devem ser separados por vírgula.
Problemas conhecidos de canais
Refused to Frame
: é possível que você veja o erro Refused to Frame ao clicar em Visualizar para um determinado URL de canal porque ele viola a diretiva Política de Segurança de Conteúdo: "frame-src app.pendo.io cdn.pendo.iodocops.ca.com 'self' data:"
Resolução
: para resolver essa condição, atualize o navegador. A atualização força o Clarity a colocar na lista branca o domínio em conformidade com a diretiva Política de Segurança de Conteúdo. O novo recurso do canal do blueprint tem uma capacidade integrada para incluir um domínio na lista branca depois de ser definido no canal. Atualize o navegador para que um domínio seja incluído na lista branca e possa ser visualizado. A inclusão na lista branca permite que o Clarity exiba aplicativos externos em sua estrutura, contanto que o outro aplicativo não tenha restrições de CORS integradas, uma vez que o Clarity não pode substituir uma política de segurança externa.
Conteúdo misto
: você pode ver a seguinte mensagem de erro ao configurar um link com HTTP dentro de um domínio que requer uma conexão HTTPS segura:
Mixed Content: The page at 'https://MY-PPM-SERVER.ondemand.ca.com/pm/#/admin/blueprints/blueprint/edit/5000043' was loaded over HTTPS, but requested an insecure resource 'http://OTHER-SITE.domain.org'. This request has been blocked; the content must be served over HTTPS.
O navegador pode mostrar um alerta solicitando sua confirmação antes de carregar os scripts que não são seguros. No Chrome, um ícone de escudo de segurança e o prompt são exibidos solicitando que você confirme se deseja abrir um canal que não é seguro.
Resolução
: para resolver essa condição, edite o canal no blueprint para usar HTTPS e, em seguida, publique o blueprint ou, se já tiver conhecimento de que o conteúdo HTTP é seguro, visualize o conteúdo HTTP em outro navegador.
Os administradores locais também podem colocar um domínio na lista branca usando as opções administrativas do sistema. Consulte CSA: utilitários de linha de comando Service e Admin (próximo à parte inferior da página).
Configurar subobjetos do projeto personalizado como módulos
Você pode adicionar um novo módulo para que seja exibido como sua própria página com guias juntamente com as outras opções do projeto.
Para configurar as páginas do projeto para que reflitam com precisão os processos de negócios organizacionais, defina os subobjetos personalizados do projeto. Ative os subobjetos personalizados para API para serem usados com os blueprints. Quando um usuário final criar um projeto usando o blueprint, uma nova guia correspondente ao nome do subobjeto será exibida no projeto.
Exemplo
: Ian, o administrador do sistema, recebe uma solicitação para definir um subobjeto de projeto chamado Conformidade e para configurar o subobjeto para que seja exibido no
Clarity
. No
Classic PPM
Studio, Ian cria o subobjeto e o torna ativado para API. Na guia Atributos do subobjeto, Ian especifica uma ID de atributo da API para que os atributos fiquem disponíveis para seleção no
Clarity
. No
Clarity
, Ian seleciona um blueprint de projeto e adiciona o novo subobjeto como um módulo. Em seguida, ele cria um projeto usando esse blueprint e verifica se o subobjeto aparece como uma guia e se a grade contém os atributos selecionados.
Você pode ativar para API tanto os subobjetos de projetos novos como os existentes. Depois de ativar um subobjeto para API, não será possível desativá-lo para a API.
Siga estas etapas:
  1. No
    Classic PPM
    , clique em
    Administração
    ,
    Studio
    ,
    Objetos
    .
  2. Crie um subobjeto (por exemplo,
    Conformidade
    ou
    Oportunidades
    ) para o objeto mestre Projeto.
    image2018-11-19_14-1-59.png
  3. Marque a caixa de seleção
    API ativada
    do subobjeto. Quando você ativar um subobjeto de projeto novo ou existente para API, uma ID de atributo da API será gerada para o subobjeto com a ID do subobjeto e com o prefixo "cust" (por exemplo, "custoOpportunities"). Você poderá ver essa ID na página de lista de objetos.
  4. Crie atributos para o subobjeto. Especifique um valor para a
    ID de atributo da API
    para todos os atributos.
    O subobjeto criará o módulo Conformidade e as visualizações dinamicamente nos blueprints no
    Clarity
    .
  5. No
    Clarity
    , clique em um blueprint do projeto e vá para
    Módulos
    .
  6. Clique em
    Editar
    . Arraste e solte o módulo Conformidade na seção de módulos do blueprint.
    image2018-11-19_14-4-39.png
  7. Clique em
    Publicar
    .
  8. Crie um projeto com base em um modelo que use o blueprint que você acabou de editar e publicar.
  9. Verifique se o novo módulo de subobjeto personalizado aparece como uma guia. Clique em
    Conformidade
    para abrir o novo layout da grade em sua própria página dedicada para trabalhar com instâncias e atributos do seu subobjeto personalizado Conformidade.
    image2018-11-19_14-7-46.png