Configuração do AC do controlador

Essa seção descreve as informações de configuração e as opções disponíveis por meio da interface de configuração do controlador do Console de administração. Para obter uma visão geral do probe, consulte . O probe do controlador não requer configuração após a implantação. Se necessário, você pode ajustar a configuração do controlador. O painel de navegação organiza as opções de configuração nos seguintes nós:
uimpga-ga
controller_AC
Essa seção descreve as informações de configuração e as opções disponíveis por meio da interface de configuração do controlador do Console de administração. Para obter uma visão geral do probe, consulte controlador. O probe do controlador não requer configuração após a implantação. Se necessário, você pode ajustar a configuração do controlador. O painel de navegação organiza as opções de configuração nos seguintes nós:
  • Controlador
  • Configuração
Para acessar a interface de configuração do controlador, selecione o robô no painel de navegação do Console de administração. Na lista Probes, clique na marca de seleção à esquerda do probe do controlador e selecione
Configurar
.
A versão 7.9 do probe controller inclui a UI do probe do Console de administração. O Console de administração tentará corresponder a versão do probe com seu arquivo. Se a interface do probe existir no arquivo, ela será usada. Caso contrário, a versão da interface do probe do ppm será usada.
Controlador
O nó
Controlador
permite exibir informações sobre o hub e ajustar as configurações.
  • Informações sobre o probe
    (somente leitura) fornecem o nome, a hora de início, a versão e o fornecedor do probe.
  • Conectividade do hub
    (somente leitura) fornece o nome do hub atual, os nomes do hub principal (pai) e do hub secundário aos quais o robô é anexado durante a tolerância a falhas.
  • Configuração geral
    • Marcador de usuário 1 da propriedade de identificação
      e
      Marcador de usuário 2 da propriedade de identificação
      • Os
        marcadores de usuário
        são valores opcionais que podem ser anexados a mensagens geradas pelo probe para controlar o acesso aos dados no USM.
      • Em um sistema de robôs, os marcadores de usuário são especificados em robot.cfg.
      • No hub v9.10S, quando um marcador de usuário estiver definido, ambos os marcadores de usuário deverão ser definidos.
      • No hub v7.80, se não houver nenhum marcador de usuário no arquivo
        hub.cfg
        e a opção
        os_user_retrieve_from_robot
        for verdadeira (padrão):
        • Os marcadores de usuário serão copiados do arquivo
          robot.cfg
          no
          hub.cfg
          quando o hub for reiniciado.
        • Depois que os marcadores de usuário tiverem sido copiados, a opção
          os_user_retrieve_from_robot
          será definida como falsa no arquivo
          hub.cfg
          . Quando a opção é definida como falso, um usuário pode limpar os marcadores de usuário no arquivo de
          hub.cfg
          posteriormente.
      • No hub v7.70, os marcadores de usuário em um sistema de hub são especificados no
        hub.cfg
        . Os marcadores de usuário definidos no
        robot.cfg
        são ignorados.
      • Antes do hub v7.70, os marcadores de usuário em um sistema de hub eram lidos do
        robot.cfg
        . Padrão,
        em branco
    • Nível de log
      • Define a quantidade de detalhes registrados no arquivo de log
      • Registre o mínimo possível durante a operação normal para minimizar o consumo do disco
      • Aumente o nível do log para depuração. Padrão: 0 - Grave
    • Tamanho do log (KB)
      • Alterar o tamanho do arquivo de log
      • Quando o tamanho do log é atingido, novas entradas são adicionadas, e as entradas no arquivo de log mais antigas são excluídas. Padrão: 1024 KB
    • Intervalo de atualização do hub (minutos)
      • O intervalo em que o hub é contatado com uma mensagem de
        atividade
        .
      • O intervalo é de 1 a 180 minutos. Padrão: 15 minutos
      • O hub é notificado em um intervalo mais curto quando ocorrerem alterações na lista de probes.
    • Informar a mudança de estado do robô durante o tempo de atividade:
      se essa opção estiver selecionada, as mensagens de QoS sobre o tempo de atividade do robô serão enviadas.
      • A mensagem de QoS
        status = up
        é enviada quando o robô é iniciado.
      • A mensagem de QoS
        status = down
        é enviada quando o robô é interrompido. Padrão: não selecionado
    • Defina a fonte da QoS para o nome do robô em vez de o nome do host do computador
      • Selecione essa opção para usar o nome do robô para a fonte da QoS para os alarmes.
      • Por padrão, o nome do host do computador que hospeda o probe é usado como a fonte da QoS. Padrão: ativado
  • Status
    (somente leitura) fornece informações sobre o status do robô.
Configuração
O nó
controlador, Configuração
permite que você exiba e modifique as definições de configuração do robô.
  • Nome do robô
    • O nome padrão é o nome de host do computador, e é detectado automaticamente por padrão. Padrão: Detecção automática (recomendado)
  • Nome do robô do hub secundário
    • Hub v7.80
      • Se o hub pai do robô estiver indisponível, especifique o método a ser usado para localizar um hub pai temporário.
      • Por padrão, o robô detecta automaticamente o hub ativo mais próximo (recomendado).
      • Procure um hub temporário na sub-rede quando os hubs primário e secundário não estão disponíveis
        • Selecione essa opção para ativar o processo do robô e o controlador da porta a pesquisar um hub temporário na internet. Padrão,
          Detecção automática (pesquisa na sub-rede)
    Para o 9.10S, as seguintes opções não estão disponíveis:
    • Detectar automaticamente (pesquisa na sub-rede)
    • Procure um hub temporário na sub-rede quando os hubs primário e secundário não estão disponíveis
  • Todas as versões do hub:
    • Avançado
      • Remover o registro do hub automaticamente no encerramento
        • Quando o robô é interrompido, uma mensagem de
          cancelamento de registro
          é enviada ao hub pai.
        • Quando selecionado, o robô desaparece do Gerenciador de infraestrutura.
        • Caso contrário, o robô interrompido é exibido com um ícone vermelho, permitindo que o operador detecte a situação.
      • Suspenda todos os probes quando não houver nenhuma conexão de rede disponível
        • Quando um robô não tem uma conexão de rede, o robô pode permanecer ativo ou entrar no modo de suspensão. No modo de suspensão, todos os probes ficam suspensos até que uma conexão de rede esteja disponível.
        • Se essa opção não for selecionada, as mensagens de alarme serão colocadas em spool e limpas quando uma conexão de rede ficar disponível novamente. Padrão: selecionado (recomendado)
      • Bloqueio do arquivo de configuração
        • Bloqueia a configuração.
      • Primeiro número da porta do probe
        • Os probes do tipo Daemon normalmente registram uma porta de comando, que é alocada em tempo de execução na inicialização do probe.
        • Use essa opção para especificar um intervalo específico de números de porta para os propósitos do roteador ou do firewall. Padrão: 48000
      • Deslocamento de tempo de UTC em segundos (substituir a configuração do fuso horário local)
        • Essa opção substitui a configuração de fuso horário local
        • A especificação de tempo deve ser digitada como a diferença de horário do UTC em segundos
      • Quando não há contato com o hub
      • Um robô
        não gerenciado
        é aquele que perdeu a conexão com um hub. Padrão,
        Permitir a movimentação somente dentro do domínio
        (recomendado)
    • Variáveis de ambiente
      • Nome da variável
        O nome de uma variável de ambiente definido no robô. O robô gerencia os probes que herdam a variável.
      • Valor da variável
        O valor atribuído ao nome da variável.
    • Alarmes
      • Reiniciar o probe quando o probe não responder
        Selecione o alarme a ser enviado quando um probe não responde e for reiniciado. Padrão: nenhum alarme
      • Expedir erro (interno)
        Selecione o alarme a ser enviado quando houver um erro de expedição para o probe. Padrão: Alto
      • Máximo de tentativas de reinicialização atingido para o probe
        Selecione o alarme a ser enviado quando o número máximo de tentativas de reinicialização for atingido. Padrão: Alto
      • Erro ao iniciar o probe
        Selecione o alarme a ser enviado quando houver um erro ao iniciar o probe. Padrão: Alto
      • O probe programado não foi encerrado na data e hora de início seguinte
        Selecione o alarme a ser enviado quando um probe programado não estiver concluído na próxima hora de início. Padrão: aviso
      • O probe programado não retornou 0 no encerramento
        Selecione o alarme a ser enviado quando o probe não retornar o valor 0. Padrão: aviso
      • O probe cancela o registro da porta, mas continua em execução
        Selecione o alarme a ser enviado quando um probe em execução cancelar o registro da porta. Padrão: Alto
      • Erro de solicitação de distribuição do probe
        Selecione o alarme a ser enviado quando houver um erro durante a distribuição do probe. Padrão: Alto
      • Erro na distribuição após a instalação
        Selecione o alarme a ser enviado quando ocorrer algum erro após o probe ser distribuído e instalado. Padrão: nenhum alarme
      • Intervalo de tempo em que o alarme será enviado novamente (minutos)
        Selecione o número de minutos decorridos antes de reenviar um alarme. Padrão: 0
    • Virtual
      Probes remotos instalados e executados em computadores sem um robô. O probe remoto é configurado com o caminho para o robô.
      Virtual
      permite que o controlador configure a comunicação entre o robô e o probe virtual executando um probe remoto. Robôs virtuais, usando o probe do
      proxy
      , serão criados para probes remotos.
      O probe Netware System é o único que pode ser instalado em um robô virtual.
    • NAT
      permite alocar um endereço IP externo para um robô que reside em uma rede IP com endereçamento incompatível para o hub. O robô é capaz de enviar alarmes e mensagens de QoS. O hub não é capaz de se comunicar com o robô. Quando a
      NAT
      (Network Address Translation - Conversão de Endereços de Rede) é usada, o robô deve ser configurado para fornecer o endereço correto para o hub. Todas as comunicações do hub com o robô usam esse endereço. A NAT pode ser definida para o hub principal e o secundário.
      • IP do robô, conforme visto no hub principal
        - Digite o nome do robô, conforme mostrado na configuração do hub principal. Padrão,
        Real_IP
      • IP do robô, conforme visto no hub secundário
        - Digite o nome do robô, conforme mostrado na configuração do hub secundário. Padrão,
        Real_IP
    • IP
      • Endereço IP do robô
        - Selecione a opção para detectar o endereço IP automaticamente ou quando se digita um endereço de hub específico.
      • Suporte à versão de IP
        - Selecione o suporte à versão do IP para o robô.
      • Validação de IP local
        - Selecione essa opção para executar a validação do IP local.
      Para o 9.10S, a seguinte opção não está disponível na seção
      Endereço IP do robô
      :
      • Escutar somente para o primeiro endereço válido de endereços IP configurados
    • Origem de dados
      • Origem
        - Digite o nome de origem para associar ao robô.
Alterar a origem pode fazer com que os probes (que não sejam o hub, o controlador e o spooler) sejam reiniciados para obter as alterações.
    • Configurações do Marketplace
      Configurações do Marketplace
      foram removidas do hub v9.10S. Hubs seguros não são compatíveis com robôs passivos.
    • Nome de usuário do Marketplace
      - O nome de usuário usado para executar os probes do Marketplace.
      O nome de usuário se aplica a todos os probes do Marketplace no mesmo robô. É altamente recomendável que você
      não
      use a raiz ou a conta de administrador. Conceda ao usuário do marketplace os privilégios mínimos necessários para executar os probes. Alterar as configurações do marketplace pode fazer com que os probes do marketplace sejam iniciados ou reiniciados para obter as alterações.
      • Senha (somente Windows)
        - A senha para o nome de usuário do Marketplace.
      • Modo passivo necessário
        - O robô deve estar no modo passivo para que os probes do marketplace sejam executados. Padrão: selecionado
        Se o controlador
        não
        estiver no modo passivo, selecione
        Modo passivo necessário
        . Se o modo passivo não for necessário, o robô permite que os probes do marketplace sejam executados mesmo assim. Por motivos de segurança, recomendamos enfaticamente que os probes do marketplace sejam executados em robôs passivos. Alterar as configurações do marketplace pode fazer com que os probes do marketplace sejam iniciados ou reiniciados para obter as alterações.
Você deve usar o Gerenciador de infraestrutura para converter um controlador para o modo passivo.