Referência da GUI do AC do sybase

Este artigo descreve a interface do Console de administração e campos para configurar o probe sybase (Monitoramento do sybase).
uimpga-ga
Este artigo descreve a interface do Console de administração e campos para configurar o probe sybase (Monitoramento do sybase).
Índice
Nó sybase
O nó sybase contém os detalhes de configuração específicos ao probe sybase. Esse nó permite exibir as informações do probe e configurar as propriedades gerais do probe sybase. Também é possível exibir uma lista de todas as mensagens de alarme disponíveis nesse probe.
Navegação:
sybase
Defina ou modifique os valores a seguir, conforme necessário:
  • sybase > Informações sobre o probe
    Esta seção fornece informações sobre o nome, a versão, a hora de início e o fornecedor do probe.
  • sybase > Geral
    Esta seção permite definir as propriedades de configuração do probe sybase.
    • Filtro de gravidade do alarme:
      define um filtro nos níveis de gravidade que podem se tornar possíveis alarmes. O probe sybase pode verificar os bancos de dados Sybase. Alguns eventos gerados são essenciais para o desempenho e a disponibilidade do banco de dados. Por exemplo, como administrador do banco de dados, você pode transmitir os eventos importantes para a central de operações ou a central de atendimento, de forma que o evento possa acionar emails. O
      Filtro de gravidade do alarme
      considera os eventos que correspondem ou excedem os alarmes de nível de gravidade selecionados. Se a gravidade alta estiver selecionada, apenas as mensagens com nível de gravidade alto e superiores serão consideradas alarmes. É possível selecionar uma das seguintes opções:
        • sem gravidade
        • Informações
        • aviso
        • baixa
        • alta
        • crítico
      Padrão: informativo
    • Tamanho do log em KB:
      especifica o tamanho máximo do arquivo de log do probe.
      Padrão: 100
    • Nível do log
      : especifica o nível dos detalhes gravados no arquivo de log. Registra no log o menos possível durante a operação normal para minimizar o consumo de disco e aumentar a quantidade de detalhes durante a depuração.
      Padrão: 0 – Normal
  • sybase > Pool de mensagens
    Essa seção exibe uma lista de mensagens de alarme disponíveis no probe sybase. No entanto, é possível editar as mensagens existentes ou adicionar quaisquer novas.
    • Texto: identifica o texto da mensagem.
    • i18n_Token: identifica os alarmes predefinidos recuperados do banco de dados.
  • sybase > ícone Opções > Criar conexão
    Esta seção permite criar várias conexões correspondentes a instâncias monitoradas pelo probe. Especifique a ID de usuário, a senha e o nome de serviço para conexão com a instância.
    • Nome da conexão
      : especifica o nome exclusivo da conexão.
    • Monitoramento avançado
      : permite que você execute monitoramento avançado do probe.
      Padrão: não selecionado
    • Opção de monitoramento:
      permite especificar o objeto de monitoramento como o servidor ou a tabela. O campo
      Opção de monitoramento
      é ativado quando você marca a caixa de seleção
      Monitoramento avançado
      . É possível selecionar uma das seguintes opções:
      • Servidor de monitoramento
      • Tabelas de monitoramento
      • No modo avançado, o probe permite monitorar as tabelas e o servidor Sybase. No modo básico, o probe monitora somente o servidor.
      • O Servidor de monitoramento não faz parte do Adaptive Server Enterprise v15.7. Portanto, o monitoramento avançado usando o Servidor de monitoramento não é compatível com sistemas Linux de 64 bits.
    • Descrição
      : especifica informações adicionais sobre a conexão.
    • Criptografia:
      criptografa a autenticação entre o probe e o servidor de banco de dados Sybase. O probe oferece suporte à criptografia RSA e tem suporte apenas no Linux e Solaris.
    • ID de usuário:
      especifica o código de identificação de usuário autorizado para o servidor.
    • Senha:
      especifica a senha válida associada à ID de usuário.
    • Nome do servidor:
      especifica o nome do servidor, conforme definido nos arquivos da interface.
      Os arquivos da interface contêm informações sobre os aplicativos Adaptive Server e Open Server. Por exemplo, é possível obter o nome do servidor dos arquivos de interface para estabelecer a conexão.
    • Servidor de monitoramento:
      especifica o nome do servidor de monitoramento. Esse campo aparece quando você seleciona
      Servidor de monitoramento
      no campo
      Opção de monitoramento
      .
    • Tentativas de repetição
      : especifica o número máximo de tentativas de conexão do probe quando a conexão falha.
      Padrão: 0
    • Intervalo entre repetições
      : especifica o tempo que o probe sybase aguardará entre duas tentativas de conexão.
      Padrão: 1
    • Intervalo entre repetições (unidades)
      : especifica a unidade para medir o valor do intervalo entre repetições.
      Padrão: segundos
    • Tempo limite
      : especifica o tempo antes de considerar que houve falha na conexão.
      Padrão: 5
    • Tempo limite (unidades):
      especifica a unidade para medir o tempo limite.
      Padrão: segundos
Nó Pontos de verificação
O nó
Pontos de verificação
permite criar um ponto de verificação para monitorar o banco de dados Sybase. Os pontos de verificação padrão são visíveis nesse nó, e também é possível criar pontos de verificação personalizados.
Navegação:
sybase > Pontos de verificação
  • Ponto de verificação > Opções (ícone) > Criar novo ponto de verificação
    Esta seção permite criar um ponto de verificação.
    • Nome
      : especifica o nome do ponto de verificação.
    • Nome da conexão
      : especifica o nome da conexão.
    • Arquivo de consulta:
      define o nome do arquivo de consulta em que você deseja que a consulta seja armazenada.
    • Consulta
      : define a consulta para criar o ponto de verificação.
    • Modo do intervalo:
      subtrai o valor da variável do valor gerado no final do intervalo.
      Padrão: não selecionado
Nó <Nome do ponto de verificação>
O nó
nome do ponto de verificação
permite configurar os atributos do ponto de verificação, como propriedades gerais e padrões de exclusão.
Navegação:
sybase > Pontos de verificação >
nome do ponto de verificação
Defina ou modifique os valores a seguir, conforme necessário:
  • nome do ponto de verificação
    > Geral
    Esta seção permite definir os parâmetros gerais de configuração do ponto de verificação do probe sybase.
    • Nome do ponto de verificação
      : especifica o nome do ponto de verificação.
    • Descrição
      : especifica informações adicionais sobre o ponto de verificação.
    • Ativo
      : ativa o ponto de verificação para monitoramento.
    • Condição:
      especifica o operador condicional para avaliar os valores de limite.
    • Intervalo entre verificações:
      especifica o intervalo de tempo no qual as tabelas ou o servidor Sybase são verificados.
      Reduza esse intervalo para gerar alarmes com frequência. Um intervalo mais curto também pode aumentar a carga do sistema.
    • Intervalo entre verificações (unidades):
      especifica a unidade do intervalo entre verificações. É possível selecionar uma das seguintes unidades:
      • s
      • min
      • h
    • Samples:
      especifica o número de amostras para calcular um valor médio, o que será comparado ao limite de alarme especificado. O probe gera um alarme quando o valor médio de qualquer amostra viola o limite. O comportamento do probe para o valor de
      Samples
      a seguir é descrito da seguinte maneira:
      • 0: a amostragem é feita com base no número de amostras definida no modelo. Se nenhum número for especificado no modelo, nenhuma amostragem será feita.
      • 1: nenhuma amostragem é feita.
      • 3: o probe executa o seguinte:
        • usa o primeiro valor de amostra no primeiro intervalo
        • usa a média das amostras 1 e 2 no segundo intervalo
        • usa a média das amostras 1, 2 e 3 no terceiro intervalo
      Padrão: 1
    • Sem gravidade:
      permite que você selecione a gravidade usada para mensagem emitida quando o limite não for violado. É possível selecionar uma das seguintes opções:
      • sem gravidade
      • Informações
      • aviso
      • baixa
      • alta
      • crítico
      Padrão: sem gravidade
    • Limpar mensagem
      : especifica o nome da mensagem usado para o alarme de limpeza.
  • nome do ponto de verificação
    > Configuração de consulta
    Esta seção permite configurar a consulta que buscará o valor de configuração para o ponto de verificação.
    • Condição
      : especifica a condição usada para configurar a consulta.
    • Arquivo de consulta:
      define o nome do arquivo em que a consulta é armazenada.
    • Consulta
      : define a instrução de consulta.
    • Modo do intervalo:
      subtrai o valor da variável do valor gerado no final do intervalo.
    Esta seção é exibida apenas para os pontos de verificação personalizados.
  • Nome do ponto de verificação
    > Identificador de linha
    Esta seção permite selecionar as linhas como variáveis para definir uma mensagem de alarme e uma chave de supressão. Se a consulta retornar mais de uma linha, o probe sybase precisará de uma identificação exclusiva para cada linha.
    Esta seção é exibida apenas para os pontos de verificação personalizados.
    Nome do ponto de verificação
    > Variável da mensagem
    Esta seção permite selecionar as colunas como variáveis usadas na criação de QoS.
    • Tipo de dados:
      especifica o tipo de dados da variável usada na criação da QoS.
    • Uso da coluna
      : especifica o uso da coluna da variável.
    Esta seção é exibida apenas para os pontos de verificação personalizados.
  • nome do ponto de verificação
    > Usar a exclusão de configuração
    Esta seção permite ativar ou desativar a lista de exclusão.
  • nome do ponto de verificação
    > Excluir lista
    Essa seção permite adicionar uma lista para exclusão, o que permite definir os objetos que não devem ser monitorados no ponto de verificação.
    • Padrão de exclusão:
      define uma expressão regular com base na qual a funcionalidade de exclusão opera.
Nó Monitores
O nó
Monitores
permite exibir e definir limites para QoS e monitoramento do ponto de verificação.
Navegação:
sybase > Pontos de verificação >
nome do ponto de verificação
> Monitores
  • Monitores > Qualidade de serviço
    Essa seção permite configurar a QoS do ponto de verificação.
    • Unidade
      : define a unidade da QoS.
    • Abreviação
      : define a abreviação da QoS.
    • Métrica:
      define a coluna obtida pela consulta.
    • Valor máx.
      : especifica o valor máximo para a QoS.
  • Monitores > Limite
    Esta seção permite configurar os valores do limite de um ponto de verificação.
    • Nome do objeto de limite
      : exibe o nome do objeto de monitoramento. O probe usa o
      Nome do objeto de limite
      como padrão para um ponto de verificação. Alguns pontos de verificação especiais têm um segundo limite chamado contagem (por exemplo, locked_users).
    • Valor do limite:
      especifica o valor usado para a avaliação do limite.
      Padrão: 0.00
    • Severity
      : especifica a gravidade da mensagem de alarme a ser usada para o limite.
    • Mensagem
      : especifica o nome da mensagem usada.
    • Texto da mensagem:
      especifica o texto da mensagem, que contém variáveis que são substituídas durante o tempo de execução. Se o texto da mensagem for alterado a partir de uma lista de perfis, você deverá criar uma mensagem.
Nó Conexão-<Nome da conexão>
O nó Conexão-
nome da conexão
exibe as propriedades da configuração da conexão.
Navegação:
sybase > Conexão-
nome da conexão
  • Conexão-
    nome da conexão
    > Configuração da conexão
    Esta seção exibe os atributos da configuração da conexão, como nome da conexão, ID de usuário, senha, nome do servidor e servidor de monitoramento.
    As descrições do campo são as mesmas descritas na seção
    Criar conexão
    no nó sybase.
Nó <Nome da conexão>
O nó
nome da conexão
permite exibir e modificar as propriedades da configuração da conexão.
Navegação:
sybase > Conexão-
nome da conexão > nome da conexão
Defina ou modifique os valores a seguir, conforme necessário:
  • nome da conexão
    > Editar conexão
    Essa seção permite exibir as propriedades da configuração da conexão.
    As descrições do campo são as mesmas descritas na seção
    Criar conexão
    no nó sybase.
  • nome da conexão
    > ícone Opções > Criar perfil
    Essa seção permite criar um perfil, o que permite executar os pontos de verificação para uma determinada conexão.
Nó <nome do perfil>
O nó
nome de perfil
permite modificar os parâmetros do perfil.
Navegação:
sybase > Conexão-
nome da conexão
>
nome do perfil
Defina ou modifique os valores a seguir, conforme necessário:
  • nome do perfil >
    Editar perfil
    Essa seção permite modificar os parâmetros do perfil.
    • Sinal de monitoramento
      : especifica o intervalo no qual todas as programações de ponto de verificação do perfil são testadas e executadas.
      Padrão: 5
      Esse número é um denominador comum para todos os valores de intervalo entre verificações utilizados. Quanto mais alto o valor do sinal de monitoramento, menor será o custo adicional do perfil.
    • Sinal de monitoramento (unidades)
      : especifica a unidade do sinal de monitoramento.
      Padrão: segundos
    • Conexão:
      especifica a conexão utilizada no perfil. A lista suspensa exibe a lista de conexões que você definiu para conectar ao servidor Sybase.
    • Intervalo entre verificações:
      especifica o intervalo de tempo no qual as tabelas ou o servidor Sybase são verificados. Reduza esse intervalo para gerar alarmes com frequência. Padrão: 5 minutos
    • Intervalo entre verificações (unidades)
      : especifica a unidade para o intervalo entre verificações.
      Padrão: segundos
    • Mensagem de limpeza:
      especifica a mensagem de tempo limite do alarme de limpeza.
      Padrão: timeout_clear_1
    • Tempo limite do SQL:
      especifica o tempo limite da consulta SQL. Se a consulta atingir o tempo limite do SQL, o processamento do ponto de verificação será encerrado. O próximo ponto de verificação será iniciado e um alarme será gerado.
      Padrão: 30
    • Tempo limite do SQL (unidades)
      : especifica a unidade do tempo limite do SQL.
      Padrão: segundos
    • Mensagem:
      especifica o nome da mensagem usado para o alarme do tempo limite do SQL.
      Padrão: Sql_timeout_1
    • Tempo limite do perfil:
      especifica o tempo máximo de processamento de todos os pontos de verificação no perfil. Se esse tempo limite for atingido, o processamento será finalizado e o probe aguardará o próximo sinal de monitoramento para avaliar todas as programações de ponto de verificação. Uma mensagem de alarme é emitida.
      Padrão: 15
    • Tempo limite do perfil (unidades):
      especifica a unidade de tempo limite do perfil.
      Padrão: minutos
    • Mensagem
      : especifica a mensagem de tempo limite do perfil.
      Padrão: p_timeout_1
    • Gravidade do tempo limite
      : define a gravidade das mensagens de tempo limite.
      Padrão: alto
    • Fonte do alarme
      : substitui o nome de origem do alarme no USM (Unified Service Management). Se você não especificar um valor, o endereço IP do robô será usado.
    • Usar origem do alarme como origem da QoS
      : permite usar a origem do alarme para QoS. Se você marcar a caixa de seleção sem especificar a fonte do alarme, então a fonte da QoS será o nome do robô.