Gerenciar alarmes

Este artigo descreve a exibição do alarme para dispositivos e interfaces, como gerenciar os alarmes e como alterar a exibição para que ela mostre as informações necessárias
uim203
manage_alarms
Este artigo descreve a exibição do alarme para dispositivos e interfaces, como gerenciar os alarmes e como alterar a exibição para que ela mostre as informações necessárias.
Visão geral
O UIM monitora o sistema em relação à disponibilidade do sistema e aos parâmetros operacionais. Se os limites operacionais configurados forem excedidos, o UIM irá gerar uma mensagem de erro denominada alarme. Alarmes representam mudanças nos níveis de desempenho do dispositivo ou falha em todo o dispositivo, por exemplo, cargas altas do sistema ou perda de acesso. Sabendo quando elementos específicos do sistema precisam de atenção, é possível corrigir problemas de desempenho antes que eles afetem a disponibilidade do sistema.
A exibição Alarmes do Console do operador exibe uma lista dos alarmes ativos que são retornados pelo sistema com os gráficos de alarme por gravidade e de alarme por probe, os principais dispositivos que geram alarmes, um botão de alternância para exibir o histórico e uma opção de alternância para incluir ou ocultar os alarmes invisíveis. Você pode ver os detalhes de alarmes individuais e identificar os dispositivos que os criaram. Você pode distinguir entre alarmes críticos e que não sejam críticos para priorizar a solução do alarme. Além disso, é possível acessar facilmente os painéis que exibem as métricas de desempenho ao longo do tempo para resolver padrões mediante o baixo desempenho do sistema.
O ciclo de vida do alarme
O UIM coleta métricas em todos os dispositivos monitorados. Se um parâmetro operacional exceder o limite, o UIM:
  1. Gera um alarme.
  2. Atribui ao alarme uma gravidade associada.
Alarmes que atendem os parâmetros padrão para a gravidade são enviados automaticamente à conta de email configurada no probe emailgtw.
Se a condição do alarme continuar, a hora do evento mais recente será mantida internamente. A duração calculada do alarme representa a persistência da condição do alarme.
Se o nível do alarme mudar (se outro limite de alarme for excedido ou se o limite atual não for atendido), a exibição do alarme mostrará a nova gravidade. Ao corrigir a condição do alarme, a condição é limpa e o alarme é removido da exibição de alarmes.
Como funciona a exibição de alarmes
A exibição de alarmes fornece uma lista de alarmes atuais e os detalhes sobre esses alarmes. Para abrir a Exibição de alarmes, clique em Alarmes, no lado esquerdo da exibição da página inicial, ou na contagem de alarmes, no cartão de navegação da exibição da página inicial de um grupo ou inventário exibido.
Alarm view links in the Home view
A exibição é contextual. Se você abrir a exibição de Alarmes sem ir até um determinado grupo na exibição da Página inicial, a exibição de Alarmes mostrará todos os alarmes do sistema. Se você ir até um grupo na exibição da Página inicial, a exibição de Alarmes mostrará alarmes para todos os dispositivos no grupo. Se você, dentro da exibição da Página inicial, for até um dispositivo específico em um grupo, a exibição de Alarmes mostrará alarmes para o dispositivo selecionado.
A exibição do alarme é dinâmica: ao abrir, a lista de alarmes é atualizada automaticamente para mostrar os alarmes mais recentes. Os alarmes limpos pelo sistema são removidos da exibição.
Um alarme é exibido quando o respectivo dispositivo está operando fora dos parâmetros. Uma condição que persiste ao longo do tempo é representada por um único alarme, e a exibição mostra a duração da primeira instância do alarme. Os alarmes idênticos subsequentes são suprimidos da exibição. Qualquer alteração em um alarme que não seja a gravidade (por exemplo, uma revisão da mensagem do alarme) gera um alarme.
Todos os alarmes são exibidos na tabela, mas a contagem de alarmes tem como base a visibilidade definida para os alarmes. Os alarmes para os quais a visibilidade está definida como falsa não são incluídos na contagem de alarmes.
A exibição de Alarmes será aberta como uma lista. Algumas das colunas da exibição são (por exemplo):
  • Ícones de gravidade (!)
  • Ações
  • Nome do dispositivo
  • Tipo de alarme
  • Mensagem de alarme
  • ID do alarme
  • Data de chegada
  • Duração
Alarms view columns
Os ícones representam a gravidade do alarme que você definiu na configuração do monitoramento.
Critical alarm icon - Crítico
Major alarm icon - Principal
Minor alarm icon - Secundário
Warning Icon - Aviso
Information Icon - Informativo
O número de alarmes na lista é exibido na parte superior dos gráficos de alarme. Quando nenhum filtro foi aplicado, a exibição mostra o número de alarmes para o respectivo contexto. Quando um filtro foi aplicado, a exibição mostra o número de alarmes na lista filtrada.
Tabela de alarmes
As informações sobre os alarmes são exibidas em formato de tabela para o grupo ou dispositivo selecionado e mostram os alarmes por gravidade, os alarmes por gráficos de probes e os principais alarmes como uma exibição padrão. É possível exibir informações de tabela selecionando vários elementos dentro da tabela.
Siga estas etapas:
  • Clique em Editar colunas no menu global
    Ações
    ( Inline menu.png ) na parte superior direita da Exibição de alarmes para adicionar ou remover colunas na exibição. Encontram-se ativas no menu somente as opções que se aplicam à exibição.
  • Clique na caixa de seleção ao lado de um alarme para selecioná-lo.
    Se ao menos um alarme estiver selecionado, o menu
    Ações
    estará ativado. Você também pode marcar a opção
    Selecionar tudo
    e limpar os alarmes selecionados.
    Um menu de ações para um alarme individual também pode ser exibido pelo ícone
    Ações
    ( Action Icon ) na tabela.
  • Na tabela, clique no registro
    Alarme
    para exibir a visão geral.
    Para retornar à lista de alarmes, feche a visão geral.
  • Clique no cabeçalho de uma coluna para classificar os dados da tabela por essa coluna.
É possível alterar as colunas exibidas na tabela, escolhendo
Editar Colunas
no menu global
Ações
e selecionando as colunas que deseja exibir.
É possível definir valores para as colunas
Personalizado 1
até
Personalizado 5
selecionando um ou mais alarmes e escolhendo
Definir personalização
no menu
Ações
.
Exibir os detalhes do alarme
Clique no registro do alarme para exibir mais informações sobre o alarme nas guias
Visão geral, Detalhes do dispositivo, Métrica e Histórico
.Os detalhes identificam os atributos do alarme e dos dispositivos para ajudar a identificar problemas de desempenho. Por exemplo, saber qual probe monitora o dispositivo pode levá-lo a verificar o status do probe e o log pela exibição do Console de administração. Tais detalhes podem ajudar a determinar se o problema está no dispositivo ou no probe.
  • A guia Visão geral exibe detalhes de alarmes.
  • Detalhes do dispositivo exibe os detalhes sobre o dispositivo.
  • A guia Histórico exibe o histórico dos alarmes criados para o dispositivo.
  • A guia Métrica exibe as métricas de desempenho do dispositivo. Essa guia só existe quando um alarme baseia-se em uma métrica.
A exibição de detalhes permanece aberta para qualquer alarme selecionado na página, mas exibe os detalhes relacionados a outro alarme quando outro alarme é selecionado. Você pode fechar a exibição de detalhes e retornar à lista de alarmes clicando no
X
no canto superior direito da exibição. Vários alarmes podem ser selecionados no Console do operador e podem ser executados com ações diferentes, como fechar os alarmes selecionados.
Exibir as métricas do dispositivo
É possível exibir as métricas de desempenho dos dispositivos pela exibição de Alarmes. As métricas permitem ver o desempenho do dispositivo nas últimas 24 horas. As métricas de dispositivo estão disponíveis em dois locais: na guia Métricas da exibição Alarmes e no painel do dispositivo, que pode ser acessado por meio da exibição de painéis. A guia Métricas só está disponível para os alarmes associados às métricas. Alarmes para determinadas condições, como uma licença expirada, não geram métricas e nenhuma guia Métricas é gerada. Um link no nome do dispositivo, na guia Detalhes do dispositivo, abre a exibição de painel para o dispositivo. A exibição de painel fornece informações adicionais sobre os detalhes do dispositivo. Também é possível abrir essa exibição por meio da exibição de Painéis obtendo-se os detalhes dos cartões de grupo para o dispositivo.
Performance Metrics for Devices through Alarms View
Para obter informações sobre como exibir painéis para grupos e dispositivos, consulte Exibir painéis.
O UIM 20.3.3 eliminou a dependência do CABI (CA Business Intelligence) para o processamento das telas do OC nativo: página inicial, página de exibição de grupos, página de exibição de dispositivos e página de exibição de tecnologias de monitoramento (probes). Os painéis e relatórios personalizados e prontos para uso ainda são processados por meio do CABI, ou seja, eles dependem do CABI. Contudo, as telas do console do operador nativo não dependem mais do CABI (Jaspersoft) e são processadas por meio de HTML5. Para obter mais informações sobre as telas do OC nativo que usam HTML5, consulte o artigo Configurando e exibindo dados de monitoramento ou a seção Removendo a dependência do CABI (Console do operador nativo) do artigo UIM 20.3.3.
Filtros de alarme
Há ocasiões em que todos os dados disponíveis nos alarmes representam um excesso de informações, seja para você, seja para o usuário. É possível filtrar os dados do alarme como parte de uma análise atual ou como parte de uma exibição projetada para filtrar os dados que não são importantes. Por exemplo, dados específicos sobre a gravidade, o local ou o horário de um alarme podem ser mais fáceis de visualizar e analisar quando dados menos importantes são removidos da exibição.É possível alterar exibições dinamicamente selecionando diferentes parâmetros na exibição atual ou criar filtros complexos que podem ser aplicados aos alarmes e exibições de alarme e modificados conforme desejado. É possível aplicar filtros a exibições personalizadas do OC para enfatizar conteúdo específico sempre que o portal for aberto e que a lista de alarmes for exibida.
Para cada coluna na exibição Alarmes, é possível usar as opções de filtro adicionais para refinar a pesquisa. Mova o ponteiro do mouse para a coluna para exibir as opções de filtro.Alguns exemplos são:
Nome da coluna
Filtro
Descrição
Gravidade do alarme
alarm_severity.png
Filtre os alarmes com base em sua gravidade:
  • Exiba uma lista classificada com base na gravidade do alarme (mostrado como 1 na imagem). Quando todos os alarmes têm a mesma gravidade, eles são exibidos em ordem aleatória, e não na contagem de alarmes.
  • Use a gravidade específica do alarme para exibir a lista de alarmes relacionados (mostrado como 2 na imagem).
Nome do dispositivo
alarms_device_name.png
Filtre os alarmes por nome de dispositivo:
  • Exiba uma lista classificada de acordo com o nome do dispositivo (mostrado como 1 na imagem).
  • Use o texto de nome do dispositivo específico para exibir a lista filtrada (mostrado como 2 e 3 na imagem).
Tipo de alarme
alarms_alarm_type.png
Filtre os alarmes de acordo com a sua origem:
  • Exiba uma lista de alarmes classificada de acordo com o tipo de alarme (mostrado como 1 na imagem).
  • Use o texto de tipo de alarme específico para exibir a lista filtrada (mostrado como 2 e 3 na imagem).
Mensagem de alarme
alarms_alarm_message.png
Filtre os alarmes com base em suas mensagens:
  • Exiba uma lista de alarmes classificada de acordo com a mensagem de alarme (mostrado como 1 na imagem).
  • Use o texto da mensagem de alarme específica para exibir a lista filtrada (mostrado como 2 e 3 na imagem).
Duração
alarms_duration.png
Filtre os alarmes com base na hora em que eles foram gerados:
  • Exiba uma lista de alarmes classificada de acordo com a duração (mostrado como 1 na imagem).
  • Use a duração específica para exibir a lista filtrada (mostrado como 2 na imagem).
Data de chegada
Filtre os alarmes com base na data em que eles chegaram no sistema:
  • Exiba uma lista classificada de alarmes com base na data de chegada. Clique em A->Z.
  • Use uma duração específica para exibir a lista filtrada. Clique no ícone de filtro e digite os valores necessários.
O item de filtro é exibido acima da lista do filtro. Clique no item filtrado novamente e limpe o filtro.
Ações de gerenciamento de alarmes
O menu de ações Gerenciamento de alarmes da tabela Alarmes tem as opções a seguir.
  • Confirmar
    para confirmar um alarme.
  • Ícones
    Definir como invisível
     para ocultar um alarme.
  • Iniciar ação do URL
      para selecionar uma ação de URL, se disponível.
  • Adicionar anotação
    para adicionar uma anotação a um alarme.
Definir campos de alarmes personalizados
Os usuários autorizados podem inserir texto em cinco campos personalizados para os alarmes selecionados, e o texto é exibido na exibição de lista de alarmes. É possível usar esses campos para inserir informações sobre com quem entrar em contato quando determinados alarmes ocorrerem, instruções sobre como resolver os alarmes ou observações gerais sobre os alarmes. Como alternativa, o probe alarm_enrichment do UIM pode ser usado para adicionar automaticamente informações, como as informações do dispositivo (números de série, por exemplo) ou as informações de contato para os campos de texto personalizados. Você deve ter a permissão de
Gerenciamento de alarmes
na sua ACL (Access Control List - Lista de Controle de Acessos) para inserir texto nos campos de alarme personalizados. Por padrão, no OC, esses campos são denominados
Personalizado 1
a
Personalizado 5
. Os administradores podem alterar os nomes dos campos na janela Configuração de dados brutos para o servidor de alarmes (NAS). O texto digitado nos campos personalizados são exibidos clicando-se no botão
Mais
na exibição de lista de alarmes. Ou então, você pode adicionar as colunas para os campos personalizados para exibição de tabela de alarmes.
Os campos de texto personalizados são exibidos na exibição de lista de alarmes somente se o texto foi inserido para o campo.
Clique em um campo personalizado para filtrar alarmes por esse campo. Também é possível agrupar as informações no gráfico de resumo de alarmes por campos personalizados, selecionando um campo personalizado a partir da lista suspensa.
Siga estas etapas:
  1. Clique na exibição
    Alarmes
    .
    Os alarmes são exibidos.
  2. Selecione um ou mais alarmes clicando na caixa de seleção ao lado dos alarmes ou escolhendo
    Selecionar tudo
    na tabela Alarmes .
  3. Escolha
    Personalizar
    no menu global
    Ações
    .
    A caixa de diálogo
    Definir personalização
    é exibida.
  4. Selecione os campos para os quais deseja inserir um valor e, em seguida, digite o texto desejado.
    O texto existente para campos personalizados não é exibido na caixa de diálogo Definir personalização. O texto digitado substituirá o existente.
  5. Clique em
    OK
    .
  6. Na exibição da tabela de alarmes, escolha
    Editar colunas
    no menu global
    Ações
    e selecione um ou mais campos personalizados
    O texto digitado para os campos personalizados são exibidos agora.
Alterar nomes de campos personalizados
Os nomes padrão dos campos de texto personalizado para alarmes são
Personalizado 1
a
Personalizado 5
no OC. Os administradores podem alterar os nomes dos campos na janela Configuração de dados brutos para o servidor de alarmes (NAS).
Siga estas etapas:
  1. Use o Gerenciador de infraestrutura para abrir a janela
    Configuração de dados brutos
    para o probe nas:
    1. Selecione o probe nas.
    2. Pressione a tecla
      Ctrl
      e clique com o botão direito do mouse no probe nas.
    3. Escolha
      Configuração de dados brutos
      .
  2. Adicione a pasta
    setup
    >
    custom_headers
    e, em seguida, abra a pasta.
  3. Clique em
    Nova chave
    .
    A caixa de diálogo New key é exibida.
  4. Insira os seguintes valores:
    • Nome da chave =
      custom_1
      até
      custom_5
    • Valor = O nome que deseja usar como o rótulo para o campo
  5. Clique em
    OK
    e, em seguida, clique em
    OK
    novamente para fechar a janela Configuração de dados brutos.
  6. Reinicie o aplicativo web do OC no probe wasp:
    1. No Gerenciador de infraestrutura, clique duas vezes no probe wasp para abrir a GUI de configuração.
    2. Clique na guia
      webapps
      .
    3. Clique com o botão direito do mouse em
      OC
      .
    4. Clique em
      Interromper
      .
    5. Clique em
      Iniciar
      .
Excluir texto de campos personalizados
É possível excluir texto de um campo de alarme personalizado.
Siga estas etapas:
  1. Na guia
    Alarmes
    , selecione um ou mais alarmes clicando na caixa de seleção ao lado de alarmes ou escolhendo
    Selecionar tudo
    no menu
    Ações
    .
  2. Escolha
    Definir personalização
    no menu
    Ações
    .
    A caixa de diálogo Definir personalização é exibida.
  3. Selecione os campos dos quais deseja remover o texto.
  4. Exclua o texto.
    O texto existente não é exibido na caixa de diálogo Definir personalização. Deixar em branco remove o texto existente.
  5. Clique em
    OK
    .
  6. Na exibição de lista de alarmes, clique em
    Mais
    para um dos alarmes selecionados.
    Os campos personalizados dos quais você removeu o texto não são mais exibidos.
Classificar alarmes
Você pode alterar a classificação dos dados de alarmes na lista de alarmes e na tabela de alarmes. Para alterar a classificação dos dados em uma lista de alarmes ou tabela de alarmes, selecione um item a partir do menu suspenso na barra de ferramentas acima da lista ou tabela de alarmes. A classificação selecionada será mantida quando você alternar entre a lista e a tabela de alarmes.
Siga esta etapa:
  • Na exibição de tabela, clique no cabeçalho de uma coluna para classificar por essa coluna.
    Isso atualiza o menu suspenso
    Classificar por
    e também classifica a lista.
  • Na Exibição de lista, abra o menu suspenso do botão Classificar e clique em um item na descrição do alarme.
Clicar nos mesmos critérios de classificação pela terceira vez remove a classificação aplicada e exibe os resultados sem classificação.
Mudar estados de alarme
Você pode aceitar, atribuir, cancelar atribuição ou confirmar (limpar) alarmes na tabela
Alarmes
do OC.
Você deve ter as permissões
Confirmar
,
Aceitar
,
Atribuir
ou
Cancelar atribuição
definidas na ACL (Access Control List - Lista de Controle de Acesso) para executar essas ações nos alarmes.
Siga estas etapas:
  1. Clique em um alarme na tabela
    Alarmes
    .
  2. Na exibição de tabela, siga este procedimento:
    • Clique na caixa de seleção para selecionar um ou mais alarmes e, em seguida, selecione
      Aceitar
      ,
      Atribuir
      ,
      Cancelar atribuição
      ou
      Confirmar
      no menu
      Ações
      da tabela e nas ações da coluna Proprietário.
Configurar alarmes invisíveis
Os administradores podem definir se um alarme ficará visível para outros usuários. É possível definir alguns alarmes como invisível para ocultá-los, caso não sejam relevantes para outros usuários. Você pode definir rapidamente um único alarme como invisível (ou visível) clicando nos ícones
Definir como invisível ou Definir como visível
, ou pode selecionar vários alarmes e defini-los como invisíveis (ou visíveis) selecionando um item do menu.
É necessário ter a permissão
Alarmes invisíveis
para definir alarmes como invisível e visualizar alarmes invisíveis.
Definir um único alarme para Invisível
Você pode definir rapidamente se um alarme é visível clicando em um ícone na exibição de lista de alarmes.
É necessário ter a permissão
Alarmes invisíveis
para definir alarmes como invisível e visualizar alarmes invisíveis.
Siga estas etapas:
  1. Clique na exibição
    Alarmes
    .
    As informações de alarme são exibidas.
  2. Selecione um alarme.
  3. Clique em
    Definir como invisível
    ou
    Definir como visível
    na tabela, menu Ações, para definir se um alarme deverá estar oculto para os usuários que não tiverem a permissão
    Alarmes invisíveis
    .
Definir vários alarmes para invisível
Os administradores podem filtrar ou classificar para localizar certos tipos de alarmes e, em seguida, definir vários alarmes para invisível (ou visíveis).
É necessário ter a permissão
Alarmes invisíveis
para definir alarmes como invisível e visualizar alarmes invisíveis.
Para ver o que os outros usuários (que não têm a permissão
Alarmes invisíveis
) verão, selecione
Ocultar itens invisíveis
. Todos os alarmes invisíveis ficarão ocultos. Escolha
Include Invisible
para incluir os alarmes invisíveis na lista.Na Exibição de tabela, você pode adicionar a coluna Visibilidade à tabela (selecione
Editar colunas
no menu
Ações
). Assim como ocorre com todas as colunas na tabela, clique no cabeçalho
Visibilidade
para classificar a tabela de acordo com aquela coluna.
Siga estas etapas:
  1. Clique na exibição
    Alarmes
    .
    As informações de alarme são exibidas.
  2. Selecione os alarmes que deseja definir como invisíveis. É possível fazer isso:
    • Clicando nas caixas de seleção ao lado dos alarmes
    • Escolher
      Selecionar tudo
      no menu
      Ações
  3. Escolha
    Definir como invisível
    no menu
    Ações
    .
Para exibir os dados visíveis e invisíveis na tabela de alarmes, você deve adicionar a coluna Visibilidade a partir de Editar colunas no menu Ações. Você pode selecionar verdadeiro ou falso no filtro da coluna Visibilidade para ver os alarmes visíveis e invisíveis.
Adicionar anotações
As anotações só podem ser adicionadas. Anotações anteriores não podem ser editadas nem excluídas. Cada entrada no editor Anotações de alarme é marcada e exibe a data e a hora para o usuário. Endereços HTTP ou HTTPS se tornam links ativos quando a anotação é salva. Elas são adicionadas automaticamente quando o proprietário do alarme é alterado. A anotação adicionada ficará visível na guia Visão geral do alarme selecionado:
Todas as observações anexadas aos alarmes usando a API do nas são exibidas como anotações no OC.
Usar a ID do alarme ou o Nome do host para acessar os alarmes diretamente
Você pode usar uma ID de alarme como um filtro para acessar diretamente o alarme associado. Da mesma forma, é possível usar um nome de host como um filtro para acessar somente os alarmes relacionados a esse host.
  • Usar a ID do alarme
    Para usar uma ID de alarme como filtro, digite o valor da ID do alarme no URL:
    http://<servidor_do_OC>/operatorconsole_portlet/uim-alarms?alarmId=<valor>
  • Usar o nome do host
    Para usar um nome de host como filtro, digite o valor do nome do host no URL:
    http://<servidor_do_OC>/operatorconsole_portlet/uim-alarms?hostname=<valor>
Criar uma ação do URL personalizada
A ação do URL personalizada fornece um atalho a partir de um alarme para um aplicativo de terceiros, iniciando o URL em uma nova guia do navegador. É possível usar parâmetros na sintaxe da ação do URL, de modo que os atributos de alarme sejam substituídos no URL. Por exemplo, é possível usar o parâmetro
${MESSAGE}
para incluir
no URL as mensagens de alarme que puderem ser usadas por um aplicativo de central de atendimento de terceiros. Como exemplo adicional, é possível usar uma ação de URL personalizada para iniciar uma sessão de Área de trabalho remota para um sistema que está gerando um alarme, usando o formato
rdp://${SOURCE}
.
São necessárias outras etapas de configuração no sistema em que a área de trabalho remota for iniciada.
Para criar ou editar ações de URL personalizadas, é necessário ter a permissão
Editar ações do URL
definida na ACL. Para iniciar uma ação de URL personalizada, é necessário ter a permissão
Iniciar ações do URL
definida na ACL. Com essa permissão, é possível selecionar um alarme e, em seguida, iniciar uma ação de alarme pelo menu
Ações
.
Siga estas etapas:
  1. Selecione a exibição de
    alarmes
    na navegação à esquerda do OC (Operator Console - Console do Operador).
  2. Selecione
    Editar ações do URL
    no menu
    Ações
    A caixa de diálogo
    Editar ações do URL
    é exibida.
  3. Selecione
    Nova ação do URL
    .
  4. Especifique um nome e um URL válido.
  5. (Opcional) Clique no botão de
    argumento
    ( Argument Button Icon ) e selecione um argumento na lista. Repita esta etapa para adicionar mais argumentos, se necessário.
  6. Faça uma seleção no menu
    Visibilidade
    .
    A opção
    Público
    disponibiliza a ação do URL para os usuários de barramento e para os usuários de contato da conta. Selecione
    conta > Nenhuma conta
    para restringir a ação do URL apenas a usuários de barramento.
  7. (Opcional) Clique em
    Nova variável
    para definir uma variável POST. Se desejado, clique no botão de
    argumento
    ( Argument Button Icon ) para usar parâmetros na variável POST.
  8. Clique em
    Salvar
    para sair da caixa de diálogo.
Exportar alarmes para o Excel
É possível exportar uma lista dos alarmes atuais para um arquivo .csv a partir da tabela de alarmes de um grupo ou dispositivo selecionado. Também é possível exportar alarmes específicos para um arquivo .csv. Para exportar uma lista de alarmes, clique no menu global
Ações
acima da lista ou da tabela e selecione
Export to Excel
. Para exportar apenas os alarmes selecionados, clique na caixa ao lado do alarme na tabela, clique no menu
Ações
e selecione
Export to Excel
.
Alarmes históricos
Você pode exibir os dados históricos dos alarmes na tabela Alarmes, clicando no botão de alternância para os dados históricos localizados na parte superior da página Exibição de alarmes. Isso exibe todos os alarmes para os dispositivos até a data, incluindo os alarmes limpos.
Os itens a seguir são perguntas comuns e suas respostas.
O que acontece com a exibição quando há um novo alarme?
A lista de alarmes é "pausada" por padrão, ou seja, novos alarmes são mantidos separados da lista. Pausar manterá a lista de alarmes estática enquanto você estiver exibindo os dados do alarme atual. Quando um novo alarme é registrado ou quando um alarme é limpo, será mostrada uma mensagem no cabeçalho da exibição. Você pode atualizar a lista de alarmes clicando na mensagem de atualização para exibir os novos alarmes e remover os alarmes limpos ou expirados. Consequentemente, o conteúdo da página muda, mas mantém o alarme atualmente selecionado visível.
É possível classificar a lista de alarmes? É possível filtrar os alarmes?
É possível classificar a exibição por qualquer coluna, bastando clicar no título da coluna e, em seguida, no ícone para uma classificação crescente ou decrescente. As sequências de caracteres são classificadas em ordem alfabética. Se nenhum alarme estiver selecionado, a classificação é aberta na primeira página de resultados. É possível filtrar os alarmes. Clique ao lado do ícone Filtrar ( Filter icon ), no canto superior esquerdo da lista, para inserir um filtro rápido. A lista de alarmes será filtrada pelos nomes de dispositivo. Os filtros diferenciam maiúsculas de minúsculas.
Como faço para ver os detalhes do alarme, por exemplo, as informações do dispositivo?
Selecione um alarme para abrir seu painel de detalhes, abaixo da lista. Se o probe de monitoramento coleta métricas, o painel de detalhes contém os detalhes do alarme, do dispositivo e da métrica. Abrir o painel de detalhes ajusta automaticamente o tamanho da lista para acomodar o painel.
O que acontece com a lista quando uma condição do alarme é corrigida?
Os alarmes são exibidos até que o probe de monitoramento limpe a condição. A condição do alarme será limpa quando o próximo intervalo de monitoramento não relatar mais a condição. Cada probe tem seu próprio intervalo de monitoramento para que diferentes tipos de alarme possam variar em relação a quanto tempo demoram para ser limpos.
Limpar alarmes
O UIM limpa os alarmes quando você corrige a condição que criou o evento, ou o alarme expira devido à inatividade. Depois que uma condição de alarme for corrigida, o probe de monitoramento limpará o alarme no próximo intervalo de monitoramento e o UIM removerá os alarmes da exibição Alarmes. Se um alarme não for atualizado por 72 horas, o UIM limpará o alarme automaticamente e o removerá da exibição Alarmes. Consulte as exibições abaixo para identificar as possíveis causas de um alarme. Esteja ciente de que uma condição de alarme para um dispositivo, por exemplo, uma fonte de alimentação, pode fazer com que dispositivos dependentes também registrem as condições do alarme. Seja seletivo quanto à prioridade dos alarmes para restaurar a operação do sistema rapidamente.
  • Exiba as métricas do alarme clicando na guia Métricas e exibindo o gráfico de métricas para identificar qualquer padrão de desempenho do dispositivo que possa resultar em uma condição fora do intervalo. O gráfico exibe as últimas 24 horas de operação do dispositivo. O gráfico pode indicar um padrão de uso intenso por hora ou por dia.
  • Exiba as métricas de alarme do dispositivo na exibição
    Painel
    ( Dashboard icon ) para ver as mesmas informações no contexto do dispositivo. No painel, é possível alterar o período exibido para mostrar padrões de métricas para dias ou semanas. Alterar o período de exibição pode ser útil se os períodos de alta utilização ocorrerem em determinados dias da semana ou do mês.
    O UIM 20.3.3 eliminou a dependência do CABI (CA Business Intelligence) para o processamento das telas do OC nativo: página inicial, página de exibição de grupos, página de exibição de dispositivos e página de exibição de tecnologias de monitoramento. Os painéis e relatórios personalizados e prontos para uso ainda são processados por meio do CABI, ou seja, eles dependem do CABI. Contudo, as telas do console do operador nativo (painéis genéricos) não dependem mais do CABI (Jaspersoft) e são processadas por meio de HTML5.
  • Se um valor mínimo é necessário para a operação normal e nenhuma métrica está sendo retornada, o probe de monitoramento pode não estar ativo. Verifique o status do probe de monitoramento pelo
    Console de administração
    para verificar se ele está em execução. Se o status mostrar que o probe está inativo, reinicie-o. Para obter instruções, consulte Ativar, desativar ou reiniciar um Probe.
  • Caso contrário, se um alarme estiver sendo retornado mediante uma condição operacional aceitável, é possível que as configurações de limite do alarme tenham sido definidas com valores baixos demais.
    Siga estas etapas:
    1. Selecione o grupo para o dispositivo na exibição da Página inicial ( Home icon ).
    2. Clique no ícone Configuração de monitoramento ( Settings Icon ), no canto superior direito da janela, para exibir o perfil de monitoramento do grupo.
    3. Verifique se há um valor de limite do alarme mais alto ou uma métrica que deva ser desativada.
  • Verifique o arquivo de log do probe de monitoramento para o dispositivo pelo
    Console de administração
    a fim de identificar as possíveis origens da condição do alarme. A condição do alarme pode ser uma ocorrência única ou um padrão de problema de desempenho. Se um parâmetro de configuração (por exemplo, uma partição de memória ou o número de CPUs disponíveis) gera a condição, talvez você deva reconfigurar ou substituir o dispositivo. Consulte os procedimentos internos de solução de problemas para continuar. Para obter instruções sobre como exibir o arquivo de log, consulte Exibir um arquivo de log do probe.
Consulte o administrador de TI para obter as etapas da solução de problemas e identificar as alterações que devem ser feitas na configuração para corrigir a condição do alarme.
Solução de problemas
Sintoma:
pode haver casos em que os alarmes não sejam gerados, embora a diretiva de alarme esteja ativa.
Solução:
a diretiva de alarme funciona apenas para modelos aprimorados. Certifique-se de que o modelo que gera as métricas seja um modelo aprimorado.